Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Rogério Clementino e Luiza Almeida vão ao Pan de olho em Londres

Medalha de bronze por equipes coloca o adestramento brasileiro nas Olimpíadas de 2012

iG São Paulo |

Depois de confirmar o favoritismo e contribuir com quatro das sete primeiras medalhas do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, a natação tem tudo para ser a protagonista da delegação brasileira no segundo dia de disputa da competição. E quem deve puxar a fila será justamente um dos maiores ídolos do esporte brasileiro. Cesar Cielo, campeão olímpico e mundial, nada neste domingo nos 100 m livre e tem tudo para faturar a medalha de ouro, até com certa facilidade.

Nesta prova, inclusive, Cielo poderá ter a companhia de outro brasileiro no pódio. Depois de uma boa participação no Mundial de Xangai, quando terminou em quinto lugar, Bruno Fratus deverá brigar ao menos pela medalha de prata.

Gaspar Nóbrega/Inovafoto/COB
Cesar Cielo é o favorito absoluto na prova dos 100 m livre em Guadalajara

Outro campeão mundial que nada neste domingo será Felipe França. Diferentemente de Cielo, França não competirá na prova na qual foi campeão em Xangai – os 50 m peito não é uma distância olímpica. No Pan-Americano, França nadará os 100 m, prova que se tornou sua obsessão, pois é nela que ele pretende garantir vaga para os Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem.

Confira o quadro de medalhas atualizado do Pan 2011

Já a equipe feminina brasileira, após o excelente início no Pan de Guadalajara, com as três medalhas de prata conquistadas no sábado, tem a chance de emplacar mais duas medalhas neste segundo dia de disputa: Fabíola Molina, nos 100 m costa, e Tatiana Barbosa, nos 200 m livre.

Acompanhe o blog de Rogério Romero

O domingo também promete mais uma medalha no taekwondo para o Brasil. E possivelmente será de ouro. O paulista Diogo Silva, já classificado para as Olimpíadas de Londres 2012, tem tudo para conquistar o bicampeonato pan-americano na categoria até 68 kg, repetindo assim o feito dos Jogos do Rio de Janeiro, em 2007.

E esta conta de seis medalhas pode chegar a nove, com um pouco de sorte. Para isso, basta que a equipe de adestramento do Brasil consiga subir ao pódio. Inclusive, se terminar entre os dois primeiros a equipe estará automaticamente classificada para as Olimpíadas do ano que vem.

Há ainda chance com Gregolny Panizo (que garantiu vaga para a modalidade em Londres 2012), na prova contra relógio do ciclismo, e a ginástica rítmica desportiva, que disputa a final por conjunto.
 

Leia tudo sobre: cesar cielonataçãodiogo silvataekwondopan 2011brasil

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG