Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Mais vitorioso, Thiago Pereira comemora folga no Pan

Nadador perde chance de passar Hugo Hoyama como brasileiro com mais ouros em Pans com a prata no revezamento 4x200m livres

Vicente Seda, enviado iG a Guadalajara |

Depois de empatar com Hugo Hoyama, do tênis de mesa, com 10 medalhas de ouro em Pan-Americanos, Thiago Pereira, ainda ofegante, mostrou felicidade pela marca ter acontecido na sua “prova preferida”, os 200m medley. Ele se tornou o maior vencedor do Brasil na história dos Pans, com 16 medalhas no total, mas ainda não conseguiu bater a marca de ouros do mesa-tenista, já que no revezamento 4x200m livres, o Brasil conquistou a prata. Pereira terá duas novas chances para superar os dez ouros: na sexta-feira, quando disputará o revezamento 4x100m medley e os 200m costas.

Acompanhe o blog do Rogério Romero

Apesar das medalhas, a alegria de Pereira tinha um outro motivo. Nesta quinta-feira, ele não entrará na piscina. Disputando ao todo oito provas em Guadalajara, motivo do seu evidente cansaço, ele comemorou a brecha como se fosse um pódio.

Veja também: Brasil mantém tradição e ganha medalha de prata no revezamento

“Graças a Deus vou ter um dia de folga para descansar, será muito bem aproveitado, podem ter certeza. Estou muito feliz por essa medalha de ouro ter vindo na minha prova preferida, na qual tive as maiores conquistas, as maiores alegrias. Agora foi mais um momento especial”, disse Pereira que, indagado sobre o fato de seu 10º ouro Pan-Americano ter sido também a 150ª medalha do Brasil na história da competição, ele brincou: “Quando tem de ser, não tem quem tire”.

Leia também: Thiago Pereira brilha, fatura décimo ouro e supera Hoyama no Pan

Leonardo de Deus, que também nadou o revezamento mesmo sem ser especialista – ele entrou no lugar de Rodrigo Castro, cortado antes do Pan por restrição da organização ao número de atletas –, afirmou que os brasileiros mostraram garra para ficar com a prata, já que a Venezuela ameaçou em alguns momentos da prova.

Veja como está o quadro de medalha dos Jogos Pan-Americanos

“Essa foi a prova mais difícil porque não treino para ela. Fiz o meu melhor e acho que o resultado foi muito bom. Essa prata representa a garra dos brasileiros, tentei ajudar o máximo. A gente sabia que os Estados Unidos estariam na frente e que brigaríamos com os venezuelanos. Um ouro, uma prata e ainda tenho os 200m costas para tentar ganhar. Claro que estou muito feliz”, disse.

Leia mais: "Vou nadar com a touca certa desta vez", diz Leonardo de Deus

Leonardo, que teve problemas ao vencer a prova dos 200m borboleta por conta do patrocínio em sua touca, agora está à caça do que considera o seu amuleto. Isso porque a organização até agora não devolveu a peça, que quase lhe tirou o ouro. "Não me devolveram ainda, mas eu quero. Espero que me devolvam depois da competição, para não ter mais problemas, mas quero guardar. É a touca da sorte", brincou.

Leia tudo sobre: pan 2011nataçãobrasilthiago pereira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG