Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Bernardinho não largou seleção campeã e monitorou por rádio

Treinador ficou no Brasil preparando time principal de vôlei para a Copa do Mundo do Japão, enquanto outra seleção ganhava o Pan

Marcel Rizzo e Vicente Seda, enviados iG a Guadalajara |

Por rádio, Bernardinho deu instruções para o time campeão nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. O treinador da seleção brasileira masculina de vôlei, medalha de ouro ao bater Cuba neste sábado por 3 a 1, ficou em Saquarema, no Rio de Janeiro, preparando o time principal para a Copa do Mundo do Japão, em novembro, classificatório para as Olimpíadas de Londres-2012. Mesmo assim não descuidou da equipe B, comandada por seu auxiliar Rubinho.

Leia também: Brasileiros do vôlei "pulam" 2012 e já pensam no Rio-2016

“Ele esteve em contato o tempo todo, nada era feito sem sua consulta. Claro que decisões em quadra, durante o jogo, pegamos muito do trabalho em conjunto que temos. Mas conhecemos tão bem alguns jogadores que fica mais fácil não mudar tanto a maneira de jogar ou de trabalhar”, disse Rubinho.

Leia também: Brasil fatura seu primeiro bicampeonato pan-americano no vôlei

Filho de Bernardinho, o levantador Bruninho conversou com o pai quase todos os dias por rádio. “Ele estava feliz da vida lá, feliz que estávamos conseguindo bons resultados. Muita gente falou que o Brasil tinha aberto mão do ouro no Pan, mas não foi isso. O time veio forte, como provamos em quadra”, disse Bruninho, o único titular que da equipe principal chamado para viajar a Guadalajara.

Veja quais são as últimas provas do Pan

O trauma do Pan de 2003, quando o Brasil perdeu da Venezuela na semifinal, em Santo Domingo (República Dominicana), e ficou fora da decisão contra Cuba, foi passado aos mais jovens pelo meio de rede Gustavo, que retornou à seleção depois de um tempo ausente – se aposentou do time depois da Olimpíada de 2008, mas acabou retornando no Pan.

“O Brasil entra em quadra para vencer, sempre. Não importa o time que vai jogar. E se com o time principal perdemos em 2003, é claro que podíamos vencer atuando com atletas menos experimentados”, disse Gustavo.

Confira como está o quadro de medalhas do Pan

Jogadores como Bruninho não terão tempo de comemorar o ouro. Já terão que se apresentar segunda-feira no Rio de Janeiro, para continuar o treinamento para a Copa do Mundo. “Vale a pena. E uma vitória como essa aqui dá mais disposição ainda para treinar e ganhar mais”, disse Bruninho.

Leia tudo sobre: pan 2011vôleibrasilbernardinho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG