Tamanho do texto

Desconhecendo que a Olimpíada não apresenta esportes de demonstração há mais de 20 anos, George Hilton promete pedir ao COI a inclusão da modalidade a nove meses do evento

George Hilton, ministro do Esporte
Ivo Lima/ME
George Hilton, ministro do Esporte

Ministro do Esporte, George Hilton (PRB) assumiu o cargo em janeiro, com uma frase que se tornou emblemática: "Posso não entender de esporte, mas entendo de gente". O responsável pela pasta demonstra que, em mais de dez meses no cargo, aprendeu muito pouco sobre o assunto. Nesta quarta-feira, Hilton afirmou, durante o Fórum Legislativo do Futebol, que vai entrar em contato com o Comitê Olímpico Internacional para tentar incluir o futsal como demonstração nos Jogos Olímpicos do Rio.

A declaração prova que Hilton desconhece completamente o processo de inclusão de uma modalidade na Olimpíada. Esportes demonstração não fazem parte da programação dos Jogos desde 1992, quando Barcelona apresentou competições de pelota basca, taekwondo e hóquei sobre patins - nenhuma delas proporcionou medalhas.

Leia:  Surfe e skate: radicais se empolgam com chance de entrar em programa olímpico

Hilton lapidou outra bobagem ao dizer que pretende ver o futsal já integrando o programa olímpico (valendo medalha) em Tóquio-2020. "A intenção é que em Tóquio o futsal já esteja como integrante do programa olímpico, mas essa é uma decisão que não compete a mim ou a ninguém do Governo Federal, e sim ao Comitê Olímpico Internacional".

O processo para inclusão de modalidades foi modificado. O Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio elaborou uma lista, que chegou em setembro a uma versão final, com cinco modalidades (surfe, skate, beisebol/softbol, escalada e caratê). Na 129ª sessão do COI, que transcorrerá durante os Jogos do Rio, serão eleitas as modalidades que entrarão no programa em 2020. A inclusão do futsal é totalmente impossível.

O único fato que remotamente lembra um instituto similar ao esporte demonstração foi uma permissão concedida pelo COI ao Comitê Organizador dos Jogos de Pequim/2008 para a realização de uma competição paralela de wushu.

Igualmente desinformada, a CBFS (Confederação de Futsal), festejando a declaração do ministro, publicou em seu site uma nota intitulada "Sonho Real". "O sonho de ver o futsal incluso nos Jogos Olímpicos pode virar real ainda em 2016".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.