Delegação brasileira conquistou 86 medalhas na Gymnasiade, Mundial que aconteceu no Marrocos, e ficou à frente de países como EUA, França e Rússia

Gymnasiade 2018: Brasil é o terceiro melhor país do mundo no esporte escolar
CBDE / Divulgação
Gymnasiade 2018: Brasil é o terceiro melhor país do mundo no esporte escolar

Dos 58 países participantes da Gymnasiade, Mundial escolar que reúne os melhores atletas entre 15 e 18 anos de idade, o Brasil ficou em terceiro lugar no quadro geral de medalhas, ficando à frente de países tradicionais no esporte, como França, Rússia e Estados Unidos.

Leia também: Brasil é vice-campeão da primeira competição entre países do surfe

Foram 86 medalhas conquistadas pela delegação brasileira no ttoal, sendo 27 ouros, 26 pratas e 33 bronzes. A primeira colocada da Gymnasiade foi a Ucrânia, com 104 medalhas, seguida pelo Marrocos, país-sede que contou com duas delegações participantes, com 87 medalhas. 

Com a maior delegação do evento, a equipe verde e amarela contou com a participação de 278 pessoas, sendo 199 atletas, além de técnicos e autoridades do desporto escolar. Das 18 modalidades disputadas na competição deste ano, dez contaram com a participação brasileira.

O judô do Brasil foi bicampeão do Mundial. Dos 15 atletas que lutaram, 14 ganharam medalhas para o Brasil, sendo oito de ouro e seis de prata. Dentre os destaques estão as gêmeas Thyane e Thayná, que ganharam o ouro nas respectivas categorias.

O taekwondo também celebrou a conquista inédita de quinze medalhas:  uma de ouro com o atleta Vitor Porto, três de prata e onze de bronze.

Outra modalidade que  se destacou foi o caratê. Das 11 categorias disputadas, os caratecas foram para o pódio em nove delas. Na categoria Kumite -61kg Gustavo Fernandez ganhou o ouro. O paulista Nimai Caldas de Lima, foi campeão na categoria kumite - 55kg. As medalhas de prata foram obtidas por Bárbara Chacon Hor Cruz, no kumite -53kg, João Victor Lima Barbosa, no kumite +76kg, e Brenda Steffany Garret, pelo kata. 

A ginástica rítmica liderada pelas treinadoras Valdenize Cunhago (conjunto) e Gizela Batista (individual) volta para casa com o título de campeã geral por equipe e terceiro lugar no conjunto cinco cordas com as ginastas escolares do Paraná: Ariane Pires, Leticia Lascoski, Nicole Silva, Maria Eduarda Azevedo e Rafaela Dudek. No individual: Ana Carolina Sandrini (SC), Geovanna Silva (ES), Eduarda de Carvalho (MG) e Samara Sibin (PR). 

A ginástica artística também seguiu  a tradição brasileira de ótimos resultados. Foram quatro medalhas de ouro, uma com Luiza Trautwein no solo, e três com o atleta Diogo Soares, uma no individual geral, uma no salto e outra na paralela. Além disso, o Brasil conquistou três medalhas de pratas e três de bronze. 

As disputas da natação , realizadas na cidade de Casablanca, renderam um total de oito medalhas para o Brasil. Foram seis conquistas no ouro e duas no bronze. O atleta Lucas Silva conquistou dois, dos seis ouros da natação, um nos 50m livre e outro nos 100m livre. Alexia Assunção também foi campeã em dois estilos, nos 200 e nos 100m costas.

Gymnasiade 2018: Brasil é o terceiro melhor país do mundo no esporte escolar
CBDE / Divulgação
Gymnasiade 2018: Brasil é o terceiro melhor país do mundo no esporte escolar

As outras duas medalhas de ouro foram conquistadas nos revezamentos, misto e 4x100m masculino. Vitor Baganha conquistou um bronze nos 100m borboleta e o segundo bronze foi conquistado no revezamento 4x100m medley masculino. 

Leia também: Cheerleaders da NFL fazem graves denúncias e relatam situações constrangedoras

Assim como o taekwondo, o atletismo também obteve um total de quinze medalhas. Foram cinco conquistas de ouro, seis de prata e quatro de bronze. Os campeões da modalidade foram Adrian Vieira, Vitor Gabriel, Marcos Paulo e as equipes dos revezamentos medley, masculino e feminino. 

O xadrez brasileiro foi outra modalidade que subiu ao pódio na Gymnasiade 2018. Foram duas as medalhas conquistadas, uma de prata, por Guilherme de Borba e outra de bronze por Lais de Bem. 

A luta greco-romana também contribuiu com o quadro geral de medalhas da delegação brasileira. Logo no primeiro dia de competição da modalidade, Guilherme Porto foi o primeiro atleta a conquistar uma medalha mundial para a modalidade no Brasil, junto a Marcos Paulo da Silva, que foi bronze. Na soma final, a luta greco-romana obteve um saldo de onze medalhas, quatro na prata e sete no bronze. 

Sobre a Gymnasiade

Gymnasiade 2018: Brasil é o terceiro melhor país do mundo no esporte escolar
CBDE / Divulgação
Gymnasiade 2018: Brasil é o terceiro melhor país do mundo no esporte escolar

A Gymnasiade é o maior evento de esporte escolar do mundo. Realizada pela IFS (Federação Internacional do Desporto Escolar), a 17ª edição aconteceu entre os dias 02 e 09 de maio de 2018, com 17 modalidades disputadas por quatro mil atletas, de 58 países. O evento é realizado a cada dois anos. 

Em 2016, a edição da Gymnasiade foi em Trabzon na Turquia, e a próxima edição será realizada na China em 2020. 

A CBDE (Confederação Brasileira do Desporto Escolar) é a entidade responsável pela participação da delegação brasileira no evento. Confira o quadro final de medalhas conquistadas pela delegação do Brasil

As medalhas brasileiras

OURO

1. Crislaine Alencar - judô - 40kg 
2. Letícia Menino - judô - 44kg 
3. Leonardo Sant'Ana (+90kg) 
4. Natação - Revezamento 4 x 100 livre masculino (Lucas Silva x Gustavo Saldo x Victor Rocha x Mateus Zacharias) 
5. Lucas Silva - Natação - Ouro - 100 metros livre 
6. Thayna de Oliveira Lemos - judô - 58kg 
7. Thayane de Oliveira Lemos - judô - 57 kg 
8. Nimai Caldas de Lima - kumite - 55kg 
9. Gustavo Furuuti Fernandez - kumite - 61kg 
10. Diogo Brajão Soares - 1.o Individual Geral (Ginástica Artística) 
11. Marcos Paulo - 110m sobre barreiras 
12. Equipe - Ginástica Rítmica (Ana Carolina Sandrini/Ariane Pires/Letícia Lascoski/Nicole Silva/Maria Eduarda Azevedo/Geovanna Silva/Rafaela Dudek/Eduarda de Carvalho/Samara Sibin) 
13. Bruna Bereza - judô 63kg 
14. Eduarda Rosa - judô - 70kg 
15. Anna Carolina Belém dos Santos - judô - 70kg 
16. Vitor Gabriel - Lançamento se discos 
17. Alexia Assunção - Natação - 200m costas 
18. Vitor Porto - Taekondo - 78kg 
19. Atletismo - Medley masculino 
20. Atletismo – Medley feminino 
21. Lucas Silva Natação - Ouro - 50 metros livre 
22. Natação - Revezamento livre misto 
23. Alexia Assunção - Natação - 100m costas 
24. Adrian Henrique Dias Vieira – Atletismo 
25. Diogo Brajão Soares - Salto (Ginástica Artística)
26. Diogo Brajão Soares - Paralela (Ginástica Artística)
27. Luiza Trautwen - Ginástica Artística

TOTAL : 27

PRATA

1. Yuri dos Santos - judô - 50kg 
2. Arthur Mesquita - judô - 60kg 
3. Guilherme Soares - Atletismo - arremesso de dardo 
4. Guilherme Barros de Arruda Porto - Greco Romano - 70kg 
5. Fernanda Costa Rodrigues - judô - 48kg 
6. Matheus Roberto Pereira - judô - 66kg 
7. Bruno Silva Santos Ramos - judô - 73kg 
8. Bárbara Chacon Hor Cruz - kumite - 53kg 
9. João Victor Lima Barbosa - kumite +76kg 
10. Brenda Steffany Garret – kata 
11. Ginástica Artística - por equipe (Patrick Sampaio, Diogo Giusepe Paes/Diogo Brajão Soares/Murilo Miguel Sousa/Mateus Camilo Neves da Silva) 
12. Vitor Hugo Gravehagen - judô - 90kg 
13. Nerisnelia dos Santos Sousa - Salto triplo feminino 
14. Larissa Nascimento - Taekondo - 52kg 
15. Diogo Brajão Soares - Ginástica Artística Masculino - aparelho cavalo 
16. Larissa Pereira - Luta Livre 
17. Micael Duarte - Greco Romano 
18. Agatha Silva – Greco Romano 
19. Lucas Conceição – Atletismo 
20. Letícia Nonato – Atletismo 
21. Caio Almeida – Atletismo 
22. Atletismo – Revezamento medley masculino 
23. Mateus Camilo Neves da Silva – Ginástica Artística 
24. Guilherme da Borda – Xadrez 
25. Lívia Borba - Taekondo
26. Sandy Macedo - Taekondo

Total : 26

BRONZE

1. José Augusto de Oliveira Neto - 76kg – kumite 
2. Anna Laura Prezotti - kumite - 59kg 
3. Marcos Paulo Barbosa da Silva - Greco Romano - 92kg 
4. Nayara Neri de Paula – kata 
5. Eduardo Kinji de Melo Inagaki - kata
6. Adrian Henrique Dias Vieira - Atletismo (salto em distância) 
7. Ginástica Artística - Individual Geral (Murilo Miguel de Sousa) 
8. Conjunto - Ginástica Artística 
9. Conjunto de 5 cordas- Ginástica Rítmica (Ariane Pires/Letícia Lascoski/Nicole Silva/Maria Eduarda Azevedo/Rafaela Dudek) 
10. Rafael Magalhães - Taekondo 51kg 
11. Vander Wolliver - Taekondo - 45kg 
12. Gabriel Fabre - Taekondo - 59kg 
13. Eduarda Camila - Taekondo - 68kg 
14. Giovana Campos - Taekondo - 59kg 
15. Vitor Baganha - Natação - 100m borboleta 
16. Natação - Revezamento 4 x 100 medley 
17. Murilo Miguel - Ginástica Artística Masculino - aparelho cavalo 
18. Júlia Oliveira - Luta Livre 
19. Igor Queiroz - Luta Livre 
20. Ruthy Hellen - Luta Livre 
21. Letícia Pimenta - Greco Romano 
22. Ketellen Nascimento - Greco Romano 
23. Lislly Silva - Greco Romano 
24. Rafael Maciel – Atletismo 
25. Jessica Moreira – Atletismo 
26. Atletismo – Revezamento medley feminino 2 
27. Wilian Silva - Taekondo
28. Lais de Bem – Xadrez 
29. Gustavo Noia - Taekondo
30. Guilherme Marinho - Taekondo
31. Bruno Rodrigues – Taekondo 
32. Débora Saionara - Taekwondo
33. Emily Cristine - Taekondo

Total : 33

TOTAL GERAL : 86

Leia também: Coelhinha da Playboy quase causa mega acidente em prova de ciclismo; assista

Deixe seu comentário sobre a participação do Brasil na Gymnasiade 2018 no campo de mensagens abaixo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.