Tamanho do texto

Confira como foi o início das Olimpíadas de Inverno que acontecem em Pyeongchang, na Coreia do Sul

O primeiro final de semana dos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul, foi o suficiente para garantir a conquista de medalhas de ouro, a ter quebras de recordes mundiais, favoritos desbancados e também a estreia da seleção unificada das Coreias.

Leia também: Aplicativo de paquera faz sucesso entre os atletas dos Jogos de Inverno

Os Jogos Olímpicos de Inverno começaram agitados. Primeiro final de semana já contou com pódios e quebras de recorde
Reprodução/Twitter/pyeongchang2018
Os Jogos Olímpicos de Inverno começaram agitados. Primeiro final de semana já contou com pódios e quebras de recorde

Medalhas

O primeiro ouro dos Jogos Olímpicos de Inverno foi da Suécia, conquistada pela esquiadora Charlotte Kalla. No sábado, a sueca ganhou a medalha no Esqui Cross Country, na categoria 7,5 quilômetros Sprint + 7,5 quilômetros Esquiatlo, com um tempo de 40m44s09. Na mesma competição, a norueguesa Marit Bjoergen ficou com a medalha de prata e a finlandesa Krista Parmakosi faturou o bronze.

Também no sábado, a Coreia do Sul conquistou sua primeira medalha de ouro no torneio. O primeiro grande resultado do país sede dos Jogos de Inverno foi com o patinador de velocidade Lim Hyo-jun, na prova dos 1,5 mil metros em pista curta, vencendo com o tempo de 2m10s485.

No domingo (11), a competição foi agitada. O norte-americano Red Gerard, de apenas 17 anos, desbancou favoritos e conquistou a primeira medalha de ouro dos Estados Unidos no torneio, na categoria snowboard slopestyle. O jovem atleta foi ousado nas manobras e conseguiu 87,16 de nota, apenas 0,72 da melhor possível, e faturou o ouro.

Leia também: PyeongChang servirá carne de cachorro nas Olimpíadas de Inverno

A Itália também garantiu sua primeira medalha na competição. O biatleta Dominik Windisch conquistou a de bronze na prova do biatlo de 10 quilômetros de velocidade. O alemão Arnd Peiffer ficou com o ouro e o checo Michal Krcmar com a prata.

Coreias unificadas e recorde mundial

Outro importante acontecimento dos Jogos Olímpicos foi a estreia da seleção unificada das Coreias do Sul e do Norte no hóquei feminino. No entanto, o time formado por 23 atletas sul-coreanas e 12 norte-coreanas foi derrotado por 8 a 0 pela Suíça.

Mesmo quase não conseguindo participar dos Jogos Olímpicos por causa do escândalo de doping da Rússia, a patinadora Yevgenia Medvedeva, de 18 anos, se superou e estabeleceu um novo recorde mundial na patinação artística.

Medvedeva teve uma série de gala e quebrou o recorde mundial de pontuação no programa curto, com 81,06 pontos. Ela também ajudou os atletas olímpicos da Rússia a se classificarem para a final da patinação artística por equipes.

Quadro de medalhas

Com quatro de ouro e uma de bronze, a Alemanha está na liderança do quadro de medalhas dos Jogos de Inverno. Já com duas de ouro, duas de prata e uma de bronze, a Holanda aparece na vice-liderança.

Leia também: Com trégua entre as Coreias e besuntado de Tonga, começam os Jogos de Inverno

As três primeiras posições fecha com os Estados Unidos, que até o momento conquistou duas medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze. Na sequência, em quarto lugar, aparece a Noruega com 8 medalhas, sendo apenas uma de ouro, mas que é o país com o maior número de pódios nos Jogos Olímpicos de Inverno.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.