Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Werdum ganha com "Ai Se Eu Te Pego", mas sai de cadeira de rodas

Pesado voltou ao UFC com vitória sobre Roy Nelson, mas passou mal após o combate e teve que ser amparado

iG São Paulo |

Getty Images
Fabricio Werdum (dir.) aplicou uma surra no "gordinho" Roy Nelson
O UFC 143 não poderia ter sido melhor para os brasileiros. Liderados por uma atuação inspirada de Fabrício Werdum, os três lutadores do país ganharam seus combates em Las Vegas sem grandes dificuldades. Mesmo assim, o destaque da noite foi mesmo Werdum, que retornou ao torneio com grande vitória sobre Roy Nelson na decisão dos juízes.

Leia mais:
Anderson Silva visita aldeia Xingu para aprender luta indígena

Embalado pelo hit de Michel Teló “Ai Se Eu Te Pego” na entrada do octógono, Fabrício Werdum não deu chances para o adversário “gordinho”. Desde o primeiro round, o atleta gaúcho levou a melhor na trocação em pé apoiado pelas joelhadas e golpes do muay thai.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros fãs do UFC

No decorrer do confronto, Werdum começou a se soltar e chegou até mesmo a brincar com Roy Nelson – americano que já foi vencedor do reality show “The Ultimate Fighter”. E no fim, o gaúcho levou a melhor no retorno ao UFC com decisão unânime dos juízes.

Confira ainda: Musa do UFC vira 'dominatrix' em ensaio para revista. Veja as fotos

Depois do triunfo, Fabricio Werdum chegou a passar mal na coletiva de imprensa e teve que deixar o local de cadeira de rodas. De acordo com a equipe do lutador, ele sofreu uma queda de pressão e por isso teve de ser amparado, mas já passa bem.

Renan Barão e Natal também brilham
O parceiro de José Aldo Renan Barão deu prosseguimento ao recorde impressionante de lutas e derrotou Scott Jorgensen em três rounds na decisão dos juízes. Agora, possui 28 vitórias e uma derrota. Já no card preliminar, Rafael Natal fez o mesmo e derrotou o holandês Michael Kuiper por pontos sem maiores problemas.

Condit surpreende e derrota Nick Diaz
Azarão nas casas de apostas e na opinião de boa parte dos torcedores, Carlos Condit surpreendeu no combate principal contra Nick Diaz. O atleta não caiu nas provocações do “bad boy” e fez o suficiente para assegurar o título interino dos meio-médios por pontos. Agora, terá a chance de enfrentar o ex-parceiro de treinos Georges St-Pierre no fim do ano.

"Eu não preciso dessa merda. Eu fiz Condit andar para trás o tempo todo. Ele correu de mim a luta toda. Eu atingi os golpes mais duros. Ele me chutou na parte de dentro da perna com chutes de bebê o tempo todo. Se é assim que os juízes entendem que se ganha aqui, não quero mais jogar este jogo", reclamou Diaz, ameaçando se aposentar.

Leia tudo sobre: Fabricio WerdumRoy NelsonUFCmichel teló

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG