Em contato com a reportagem do iG, o campeão revelou que já começou a traçar a estratégia para o brasileiro

Jon Jones fará a segunda defesa do cinturão contra Lyoto Machida
Divulgação
Jon Jones fará a segunda defesa do cinturão contra Lyoto Machida
Jon Jones é apontado pela maioria dos especialistas como o sucessor de Anderson Silva . Mas para confirmar as expectativas e o rótulo de prodígio do UFC , ele precisa ampliar a série de vitórias e superar Lyoto Machida no dia 10 de dezembro, em Toronto. Preocupado com o estilo do brasileiro, o campeão dos meio-pesados revelou que já prepara mudanças em seu estilo de luta para não ser surpreendido.

Veja também: Campeão vence e fica desfigurado. Confira os estragos do UFC 136

“Ele é um ex-campeão e é um sério desafio. Minha meta é ser um grande campeão e para ser um grande campeão tenho que vencer todos os estilos. Mas para lutar com o Lyoto, tenho que mudar algumas coisas no meu jogo. Só espero que isso me deixe em uma posição melhor na luta”, afirmou o atleta ao ser questionado pela reportagem do iG .

Confira ainda: Anderson ganha capa de jogo e sela imagem de maior estrela do UFC

Lyoto Machida é considerado a maior ameaça da categoria para Jones. O estilo veloz e de contra-ataques do carateca é, teoricamente, o ideal para derrotar a diversidade de golpes do norte-americano.

Além disso, o brasileiro deverá ter a ajuda de Anderson Silva nos treinamentos . O melhor lutador do planeta tem um estilo bem parecido com o de Jon Jones, bastante criativo, o que deixaria Lyoto bem prepado para o combate. Mas para o campeão dos meio-pesados, o auxílio do Aranha não fará nenhuma diferença.

“Não me importa o fato de o Anderson treiná-lo. Para mim será igual. São companheiros de treino e não esperaria nada diferente. Continuarei tendo muito respeito em relação ao Anderson”, completou a revelação do UFC.

Jon Jones rebate Steven Seagal e diz que preferia treinos com Jet Li

Como o combate foi acertado há poucos dias , Jon Jones admitiu que ainda não teve tempo de estudar Machida com grande profundidade. Apesar disso, ele ressaltou que já encontrou uma maneira provável de enfrentar o brasileiro.

“Já vejo algumas coisas nele que posso explorar. Ainda não tive o tempo de estudá-lo da forma que eu quero. Mas tem algumas coisas que posso encontrar”, concluiu.

O UFC 140 está marcado para o dia 10 de dezembro, em Toronto. Além da luta pelo cinturão dos meio-pesados, os irmãos Rodrigo e Rogério Nogueira – Minotauro e Minotauro – voltarão ao octógono contra Frank Mir e Tito Ortiz, respectivamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.