Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Barboza dá chute de 'Chuck Norris' e vence com nocaute espetacular

Combate era vaiado pela torcida e caminhava para a decisão dos juízes, mas o golpe perfeito do brasileiro finalizou o duelo

Hilton Mattos e Rodrigo Farah, no iG Rio de Janeiro |

Getty Images
Edson Barboza dá chute fantástico em inglês e vence a luta no UFC Rio

A luta entre Edson Barboza e Terry Etim caminhava a passos largos para ser a mais chata do UFC Rio. Mas o brasileiro mudou a história por completo ao aplicar um golpe cinematográfico para encerrar o combate. O atleta de Nova Friburgo deu um chute giratório digno do ator Chuck Norris na cara do britânico e encerrou o duelo com um belo nocaute no terceiro round.

Leia mais: Brasileiros dominam card preliminar do UFC Rio

“Vim aqui fazer meu trabalho e consegui mais uma vitória. Já tinha feito um parecido contra o Anthony Njokuani [no UFC 128] e não pegou direito, mas desta vez consegui o nocaute. Ele estava esperando na barriga, mas resolvi arriscar, graças a Deus deu certo”, celebrou o vencedor.

O primeiro round começou com os dois atleta se estudando bastante. O inglês ainda encaixou boa queda, mas Barboza se levantou na sequência. Já o assalto seguinte seguiu da mesma forma até que a torcida começou a vaiar os dois pela falta de combatividade.

Veja ainda: Anderson Silva almoça com fãs no Rio

Mas no terceiro round, o atleta do Rio de Janeiro encerrou a fatura em grande estilo. Aplicou o chute giratório com o pé direito no rosto do adversário. Terry Etim caiu duro no chão do octógono, e Barboza sequer continuou a bater. Grande vitória do brasileiro.



Erick Silva é desqualificado com polêmica
O momento mais polêmico da noite aconteceu quando Erick Silva aplicou um nocaute relâmpago no também brasileiro Carlo Prater. Após encaixar uma série de socos, o árbitro Mário Yamasaki desqualificou o atleta por entender que os golpes foram na nuca, o que é ilegal. Mas na verdade a maioria dos socos parou no lado da cabeça de Prater.

“Tive que tomar uma decisão na hora”, comentou Yamasaki em meio às vaias da torcida. “Desculpem se eu não me apresentei da forma que eu deveria, mas esta é uma vitória para mim”, ressaltou Erick Silva.

Toquinho vence com nova chave de calcanhar

Já no terceiro combate da noite, Rousimar “Toquinho” Palhares fez aquilo que sabe como ninguém. Aplicou uma chave de tornozelo em Mike Massenzio no primeiro round e faturou sua quarta vitória consecutiva no UFC.

Confira o card completo do UFC Rio:

Card principal:
José Aldo (BRA) venceu Chad Mendes (EUA) com um nocaute no 1º round
Vitor Belfort (BRA) venceu Anthony Johnson (EUA) por finalização no 1º round
Rousimar “Toquinho” Palhares (BRA) venceu Mike Massenzio (EUA) por finalização no 1º round
Erick Silva (BRA) venceu Carlo Prater (BRA) com um nocaute no 1º round
Edson Barboza (BRA) venceu Terry Etim (ING) com um nocaute no 3º round

Card preliminar:
Thiago Tavares (BRA) venceu Sam Stout (CAN) na decisão dos juízes
Gabriel Napão (BRA) venceu Ednaldo Lula (BRA) por finalização no 1º round
Yuri Marajó (BRA) venceu Michihiro Omigawa (JAP) na decisão dos juízes
Mike Pyle (EUA) venceu Ricardo Funch (BRA) por nocaute no 1º round
Felipe Sertanejo (BRA) venceu Antonio Carvalho (CAN) na decisão dos juízes

Leia tudo sobre: Edson BarbozaUFC RioUFC

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG