Dana White revelou decepção por brasileiro ter sido flagrado em exame antidoping e promete novidades para quarta-feira

Dana White, presidente do UFC
Divulgação
Dana White, presidente do UFC

Decepção. A palavra resume o que Dana White, presidente do UFC, sentiu com o anúncio de que o brasileiro Anderson Silva, ex-campeão dos pesos-médios, foi flagrado em exame antidoping por uso de anabolizantes  antes de seu retorno aos ringues após um ano de inatividade, contra o americano Nick Diaz, no UFC 183, dia 31 de janeiro, em Las Vegas (EUA).

Leia também: Comissão atlética pode pedir mais exames para esclarecer doping de Anderson

"Essa situação me arrasou por alguns dias. Eu era um grande fã de Anderson Silva", confessou White na madrugada deste domingo, após evento do UFC realizado em Broomfield, nos Estados Unidos. Ele prometeu, sem dar detalhes, de que novidades serão anunciadas pelo Ultimate em decorrência dos recentes casos de lutadores flagrados com substâncias proibidas em exames. "Vamos esperar pela coletiva de imprensa de quarta-feira, em Las Vegas. Só posso dizer que muita coisa ruim vai acontecer. Nós não vamos falar sobre coisas divertidas, vamos falar sobre o que vem acontecendo recentemente, o que vamos fazer e o que vai acontecer daqui para a frente", avisou.

Veja fotos do UFC 183, com Anderson Silva x Nick Diaz:

A coletiva prometida por White acontecerá um dia depois de Silva prestar depoimento na sede da Comissão Atlética do Estado de Nevada, em Las Vegas. Oficialmente, o brasileiro foi flagrado com os esteroides anabólicos drostanolona e androsterona em exame realizado em 9 de janeiro. Outro teste, no dia 19, não encontrou HGH (hormônio humano de crescimento) no sangue do lutador. Há um terceiro teste, um dia após a luta com Diaz, que teria dado positivo , de acordo com o site MMA Junkie, mas o resultado ainda não foi divulgado.

Leia também: Anabolizante utilizado por Anderson é injetável e pode causar até infertilidade

Até o momento, Anderson Silva não deu entrevistas e se manifestou apenas por nota oficial, defendendo-se do uso de doping. Após ser ouvido pela Comissão Atlética do Estado de Nevada, ele deve ser suspenso temporariamente do UFC até a próxima audiência da entidade, entre março e abril, quando enfim o caso terá um veredicto.

UFC em Broomfield

Ex-campeão dos leves, o americano Ben Henderson fez neste sábado sua estreia em outra categoria, o meio-médio. Atração principal do UFC disputado em Broomfield, ele venceu o compatriota Brandon Thatch no início do quarto assalto, por finalização.

Arianny Celeste vence brasileira e leva prêmio de ring girl do ano. Veja fotos

O evento teve a participação de dois brasileiros: o peso-leve Michel Trator perdeu por decisão unânime dos juízes para o americano Kevin Lee, enquanto Rodrigo Monstro, da mesma categoria, sucumbiu diante do mexicano Efrain Escudero, também por pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.