Anderson brinca, provoca, toma gancho e é nocauteado por Weidman no UFC 162

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Chris Weidman se aproveita das brincadeiras do brasileiro, derruba Anderson Silva no segundo round e é o novo dono do cinturão dos médios

Getty Images
Anderson Silva leva gancho de Weidman e desaba no octógono

Com as mãos na cintura, guarda baixa e cheio de brincadeiras, Anderson Silva pagou pelas provocações e perdeu o cinturão dos médios do UFC. Chris Weidman levou a luta a sério desde o começo, se aproveitou da desatenção do brasileiro e nocauteou Anderson no segundo round, no MGM Grand Arena, em Las Vegas, pelo UFC 162.

Comente a derrota de Anderson Silva para Chris Weidman!

Especialista no wrestling, Weidman levou Anderson ao chão com menos de um minuto de luta e tentou acertar golpes no brasileiro. Após se levantar, Anderson ficou de guarda baixa e até colocou as mãos na cintura, esperando a iniciativa de Weidman, provocando o adversário.

Leia mais: Anderson recusa revanche, e Belfort pede duelo contra Weidman: "É a minha vez"

No segundo round, a situação se repetiu e Anderson não parecia acreditar que poderia ser derrubado. Porém, se enganou. Em um momento de pressão de Weidman, o brasileiro brincou, se abaixou fazendo a esquiva, mas levou um gancho de esquerda e caiu quase nocauteado no octógono. O americano ainda acertou golpes e a luta foi paralisada. Chris Weidman nocauteou Anderson Silva e é o novo detentor do cinturão dos médios do UFC, chocando o mundo.

Veja fotos da derrota de Anderson Silva para Chris Weidman:

Anderson abaixa guarda e leva golpe de Weidman. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty ImagesWeidman acerta gancho de esquerda em Anderson Silva e brasileiro desaba no octógono. Foto: Getty ImagesAnderson toma gancho de esquerda e cai no octógono. Foto: Donald Miralle/Getty ImagesBrasileiro leva série de golpes no chão. Foto: Donald Miralle/Getty ImagesJuiz para a luta e decreta vitória de Weidman . Foto: Donald Miralle/Getty ImagesAnderson é atendido após sofrer nocaute de Weidman . Foto: Donald Miralle/Getty ImagesChris Weidman é o novo dono do cinturão dos médios do UFC. Foto: Donald Miralle/Getty Imageschris weidman. Foto: Getty ImagesTim Kennedy levou a melhor sobre Roger Gracie. Foto: Donald Miralle/Getty ImagesFrankie Edgar monta em Do Bronx e vence o brasileiro no co-evento da noite. Foto: Donald Miralle/Getty ImagesNapão nocauteia Werman com menos de 20 segundos de luta. Foto: Donald Miralle/Getty ImagesBarboza acerta chute nas pernas de Trator e vence luta no segundo round. Foto: Donald Miralle/Getty Images


“Achei que ele não deveria brincar comigo. Eu estava preparado para isso. Eu sabia que eu podia fazer isso e consegui”, disse o americano após a luta.

Confira ainda: Vitor Belfort faz desabafo e diz que Anderson Silva tem medo de enfrentá-lo

Anderson negou que tenha desrespeitado seu adversário e disse que não pensa em revanche. "Não penso em revanche. Ele é o campeão agora, todos aqui precisam respeitar o Chris, ele e o campeão. Estou cansado, quero relaxar. Não penso em parar, tenho mais luta, mas não quero mais lutar pelo cinturão. Estou há muito tempo com isso e agora o Chris é o campeão”.

Veja vídeo da coletiva dos dois lutadores após a luta: 

Do Bronx e Gracie perdem no card principal

Donald Miralle/Getty Images
Frankie Edgar monta em Do Bronx e vence o brasileiro no co-evento da noite

Após derrota para José Aldo no ano passado, Frankie Edgar se recuperou e venceu o brasileiro Charles Do Bronx, no co-evento da noite, mas não teve vida fácil. O brasileiro acertou bons golpes, principalmente no terceiro round e ainda encaixou uma guilhotina no fim do segundo, porém o gongo soou e o americano se safou.

No entanto, Edgar foi mais consistente e conseguiu conectar mais socos durante a trocação e até deixou Do Bronx desequilibrado. Por decisão unânime dos juízes, vitória do americano.

Em sua estreia no UFC, o brasileiro Roger Gracie não se deu bem e perdeu nos pontos para Tim Kennedy. Membro da tradicional família especialista no jiu-jitsu, Roger tentou levar seu adversário ao chão, mas o americano soube se defender bem do ímpeto do brasileiro durante todo o combate. No fim, decisão unânime dos juízes e vitória do lutador dos EUA.

Napão e Barboza brilham no card preliminar

A noite começou boa para os brasileiros no MGM Grand Garden Arena. Edson Barboza abusou dos chutes baixos e castigou as pernas do compatriota Rafaello “Trator” Oliveira. O nocaute técnico veio no segundo round, após chute que fez Rafaello desabar no octógono.

Na luta seguinte, Gabriel Napão foi arrasador e não deu chances para o americano Dave Herman. O brasileiro acertou um overhand de direita e levou o adversário ao nocaute com menos de 20 segundos de luta. O triunfo é o quarto mais rápido da história do UFC. “Vi a abertura e estou muito feliz por ter nocauteado tão rápido”, afirmou Napão logo após a luta.

Card principal:

Chris Weidman venceu Anderson Silva por nocaute técnico no segundo round
Frankie Edgar venceu Charles Do Bronx por decisão unânime dos juízes
Tim Kennedy venceu Roger Gracie por decisão unânime dos juízes
Mark Muñoz venceu Tim Boetsch por decisão unânime dos juízes
Cub Swanson venceu Dennis Siver por nocaute técnico no terceiro round

Card preliminar:

Andrew Craig venceu Chris Leben por decisão dividida dos juízes
Norman Parke venceu Kazuki Tokudome por decisão unânime dos juízes
Gabriel Napão venceu Dave Herman por nocaute técnico no primeiro round
Edson Barboza venceu Rafaello Trator por nocaute técnico no segundo round
Brian Melancon venceu Seth Baczynski por nocaute no primeiro round
Mike Pierce venceu David Mitchell por nocaute técnico no segundo round

Leia tudo sobre: ufcufc 162anderson silva

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas