Conhecido por filmes como Escorpião Rei e Velozes e Furiosos, Dwayne Johnson será a grande atração do evento do WWE neste domingo

Ele é mais conhecido pelos músculos e por encarnar o estereótipo perfeito do cara durão nos cinemas. Mas não são muitas pessoas fora dos Estados Unidos que conhecem Dwayne “The Rock” Johnson por seu passado no mundo das lutas. Neste domingo à noite, o astro hollywoodiano volta às origens para disputar o cinturão da liga WWE – show de luta livre - pela primeira vez em mais de uma década.

Você gosta de luta livre? Comente a notícia com outros leitores do iG Esporte

Também conhecido no Brasil como “Telecatch”, a modalidade é mania nos Estados Unidos, com milhares de fãs. Tanto, que foi justamente graças ao estrelato na luta livre que The Rock ganhou a oportunidade de protagonizar uma série de filmes nas telonas.

The Rock posa para o público no aquecimento para o Royal Rumble
WWE/Divulgação
The Rock posa para o público no aquecimento para o Royal Rumble

Antes de se tornar um ator, o atleta de 40 anos, 1,96m e 120 quilos se consolidou como uma das grandes estrelas da luta de “mentirinha” ao lado de nomes como Hulk Hogan, The Undertaker e John Cena. Ao todo, ele conquistou o cinturão do WWE sete vezes e agora tem a chance de retomar o título novamente após dez anos de afastamento em Hollywood.

Veja também: WWE chega ao Brasil. Conheça a maior liga de luta livre do mundo

Na verdade, The Rock já voltou aos ringues no meio do ano passado. Porém, foi apenas para confirmar a vaga como desafiante do atual campeão, CM Punk. É claro que os resultados são armados, mas isso é uma espécie de assunto proibido entre os “superstars” – como são chamados os lutadores.

Confira ainda: Lutador chuta bandeira do Brasil e é obrigado a se desculpar

Apesar da grande divulgação nos meios de comunicação americanos, com direito a propagandas seguidas no horário nobre, a participação do The Rock tem um certo ar de mistério. Isso porque o ator não deu entrevistas sobre o Royal Rumble (nome do show deste domingo, dentro da liga WWE) e não esclareceu se defenderá o cinturão com frequência se derrotar CM Punk. A única certeza é que ele não largará a carreira no cinema.

“Qualquer um que não queira lutar contra o The Rock é um tolo. Ele não está por aqui sempre, e a oportunidade de enfrentá-lo é pequena”, comentou o atual campeão, que também é um astro bastante conhecido nos Estados Unidos.

Também não foi divulgado o salário que atraiu The Rock de volta ao WWE, mas especula-se que ele esteja próximo dos US$ 5 milhões (mais de R$ 10 milhões). Em seu contrato, ele não é obrigado a realizar shows menores de luta livre, apenas alguns de pay-per-view.

“O The Rock é um dos favoritos dos fãs, é um dos grandes wrestlers de todos os tempos. O retorno dele chamou a atenção de todos aqui. Mesmo que ele não participe de muitos eventos, sua volta é algo a se comemorar”, comentou o fã Michael Vaccaro, que viajou de Nova Jersey apenas para rever a estrela em ação.

O Royal Rumble está marcado para a noite deste domingo, na cidade de Phoenix. O show será transmitido em pay-per-view nos Estados Unidos, mas não passará no Brasil. A RedeTV começou a transmitir as lutas do WWE no fim do ano passado, mas só deverá passar o Rumble em algumas semanas no país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.