Com lutas fracas e ingressos mais caros, UFC SP não empolga público paulista

Por João Pontes e Rodrigo Farah - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Faltando apenas um dia para o evento, quatro dos cinco setores do Ginásio do Ibirapuera seguem com ingressos à venda

Belfort e Bisping quase trocaram socos durante a encarada. Foto: Getty ImagesNa coletiva do UFC SP, Belfort e Bisping quase trocam socos na encarada. Foto: Agência O DiaBelfort e Bisping quase trocam socos na encarada. Foto: Agência O DiaBelfort e Bisping quase trocam socos na encarada. Foto: Agência O DiaBelfort grita após encarada com Bisping. Foto: Gazeta PressBelfort grita. Foto: Agência O DiaBisping responde. Foto: Agência O DiaBelfort ameaça Bisping. Foto: Getty ImagesSarafian quase beijou CB Dollaway durante a encarada. Foto: Agência O DiaColetiva do UFC São Paulo. Foto: Agência O DiaColetiva do UFC São Paulo. Foto: Agência O DiaColetiva do UFC São Paulo. Foto: Agência O Dia


Após quase 15 anos, o UFC, enfim, será realizado novamente em São Paulo. Apesar do longo período de espera, o retorno do maior campeonato de MMA do mundo não gerou muita empolgação no público paulista. Faltando apenas um dia para o evento no Ginásio do Ibirapuera, milhares de ingressos seguem à venda.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O “fracasso” pode ser explicado por dois motivos. Para começar, as lutas do próximo sábado são consideradas muito mais fracas em comparação com as dos outros eventos realizados no Brasil. De quebra, os ingressos do UFC São Paulo estão mais caros.

Com exceção do duelo entre Vitor Belfort e Michael Bisping, os outros combates do UFC paulista não tem muito apelo com os fãs do esporte. No primeiro UFC realizado no Rio de Janeiro, por exemplo, Anderson Silva enfrentou o japonês Yushin Okami na luta principal. Além da disputa de cinturão, o evento ainda contou com a presença de grandes nomes como Rodrigo Minotauro e Maurício Shogun.

Twitter/Reprodução
Pôster do UFC São Paulo

Veja também: UFC negocia evento na Arena Palestra em 2014 com a WTorre

No UFC Rio I, disputado em agosto de 2011, todos os ingressos foram esgotados em menos de duas horas de venda. Na oportunidade, a entrada mais barata custava R$ 275. Já no UFC São Paulo, o ingresso mais popular está sendo vendido por R$ 400. 

Segundo Marshall Zelaznik, diretor de desenvolvimento internacional do UFC, os preços dos ingressos foram reajustados por causa da capacidade do Ginásio do Ibirapuera. “A questão é que a Arena HSBC é maior. No Rio de Janeiro, conseguimos colocar 14 ou 15 mil pessoas. Aqui, o público não passa de 11 mil. Tivemos de aumentar para a renda ficar equivalente”, explicou.

E mais: Único paulista no UFC SP, galã do TUF estreia com moral e cercado de expectativa

No entanto, apesar da justificativa apresentada pelo UFC, vale ressaltar que Gilberto Kassab, ex-prefeito de São Paulo, assinou contrato de patrocínio de R$ 2,5 milhões para a realização do evento em São Paulo. Enquanto isso, no UFC 134, a prefeitura do Rio de Janeiro destinou R$ 900 mil para a realização do show. Por enquanto, os únicos ingressos já esgotados para São Paulo são os do setor mais caro, que custava R$ 1800.

Leia tudo sobre: UFCUFC SPlutas

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas