O meio-campista Ibson e o zagueiro Edu Dracena elogiam a atuação equipe do Santos, mesmo com o temporal que caiu no Pacaembu

Edu Dracena comemora o gol do Santos, debaixo de muita chuva no Pacaembu
Gazeta Press
Edu Dracena comemora o gol do Santos, debaixo de muita chuva no Pacaembu
O temporal que caiu na cidade de São Paulo na noite desta quinta-feira atrapalhou bastante a vitória do Santos sobre o Juan Aurich por 2 a 0 , no Pacaembu. Além de contar com o apação dos refletores do estádio, os santistas admitiram, após a partida, que o campo pesado, cheio de poças, foi um fator que dificultou a atuação da equipe de Muricy Ramalho.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Com a chuva e o campo molhado tudo ficou mais difícil, mas a gente soube tocar bem a bola e conseguimos fazer os gols. O Santos vem em uma crescente boa, a gente vem adquirindo força física e ritmo de jogo", disse o meia Ibson , exaltando a atuação da equipe santista.

Leia mais: Temporal e apagão atrapalham, mas Santos vence e assume liderança

Já o zagueiro Edu Dracena , autor do primeiro gol do Santos na partida, comentou acerca dos fatores que atrapalharam o jogo e ressaltou a importância da bola parada na vitória desta quinta-feira

Confira ainda: Neymar reclama das faltas sofridas e diz que poderia estar no hospital

"Tive a felicidade de ajudar a equipe. A bola parada resolveu. O campo molhado e a proposta de jogo do time peruano atrapalharam o espetáculo, mas o importante foi vencer e assumir a liderança", afirmou o capitão da equipe do Santos .

Com a vitória sobre o Juan Aurich , o Santos chegou aos nove pontos e assumiu a ponta do grupo 1 da Libertadores. O próximo compromisso da equipe de Muricy Ramalho acontece no dia 4 de abril e é uma pedreira. A equipe da baixada santista vai a Porto Alegre para enfrentar o Internacional.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.