Tamanho do texto

STJD analisa caso nesta terça-feira e resolve punir clube. Pena poderia chegar até dez mandos de campo

O STJD (Superior Tribunal de Justiça) resolveu punir o Palmeiras por causa do laser que foi colocado por um torcedor em cima dos jogadores do Internacional, no jogo que terminou 3 a 0 para o time gaúcho no Estádio do Pacaembu.

A atitude foi relatada na súmula pelo árbitro Alício Pena Júnior e foi denunciada para que a entidade pudesse julgar no artigo 213 do Código Brasileiro de justiça Desportiva, por deixar de tomar providências que pudessem prevenir e reprimir desordens no estádio.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real


A pena poderia ser entre os R$ 100 e R$ 100 mil, além do clube ser punido por até dez mandos de campo, tendo que jogar no interior de São Paulo, a exemplo do que aconteceu na 1ª rodada do Brasileirão, quando o time enfrentou o Botafogo em São José do Rio Preto.

Neste sábado, o Palmeiras joga contra o América-MG, em casa, no Canindé, às 18h. A reincidência de laser, caso seja relatada na súmula pode ter consequências mais graves para a equipe. Também por isso, o advogado do clube, André Sica, tentou absolver o time, pedindo atenção das autoridades em relação a esse tipo de problema.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.