Treinador explicou escolha pelo número 23 ao ser apresentado no clube gaúcho

Presidente Paulo Odone apresentou Vanderlei Luxemburgo no Grêmio
AE
Presidente Paulo Odone apresentou Vanderlei Luxemburgo no Grêmio
No segundo dia em Porto Alegre, Vanderlei Luxemburgo precisou lidar com uma polêmica criada pela imprensa gaúcha e torcedores do Grêmio nas redes sociais. O treinador, ao ser apresentado na quinta-feira, mostrou uma camiseta do novo clube personalizada: a vestimenta tinha seu nome e o 23.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Pois o número é o mesmo do PPS, partido de Paulo Odone: presidente do clube e deputado estadual. O debate gerado questionava se o mandatário estaria usado o Grêmio para propoção pessoal. Nesta sexta, Luxa deu a sua versão para o caso.

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

“Lamentável algumas pessoas quererem associar o número da camisa escolhida em minha apresentação com outro tipo de situação. O Sr. Verardi, que é superintendente há 46 anos no Grêmio, me perguntou se eu tinha preferência por algum número em minha apresentação e eu disse que era o 33. Ele disse que este número já estava ocupado e escolhi 23 porque a soma dá 5, um número que me traz sorte. Esta é a pura e clara realidade do fato. E antes que me questionem, tanto a soma que dá 6 como a que dá 5 me dão sorte”, escreveu o treinador em seu blog.

Acontece que o número 23 é usado pelo lateral-esquerdo Bruno Collaço – o 33 é de Edilson. Até o 30, o único vago é o 24 – até pouco tempo usado por Escudero.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.