Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Nos pênaltis, Grêmio supera Ypiranga e avança no Gauchão

Time de Renato Gaúcho venceu por 4 a 2, com uma defesa de Victor, após empate em 1 a 1

iG Porto Alegre |

Wesley Santos/Pressdigital
Grêmio, de Rodolfo, sofreu para eliminar o Ypiranga

Douglas voltou, fez gol, o Grêmio melhorou e se classificou no Gauchão. Este seria o resumo do empate em 1 a 1 com o Ypiranga, neste domingo, em Erechim. Porém, a conquista da vaga na semifinal da Taça Farroupilha, o segundo turno do Estadual, nos pênaltis, por 4 a 2, revelou outras boas a más notícias.

Leandro confirmou ser o atacante em melhor fase no time de Renato Gaúcho, afinal, é o único que tem vitória pessoal sobre qualquer adversário. O meio-campo carece de melhor posicionamento para atacar e marcar. E a defesa... dá susto a cada partida.

Tudo isto precisa ser aperfeiçoado ou corrigido para a equipe de ter sucesso no próprio Gauchão e na Libertadores. Renato deve ter uma semana para isto, afinal, esta semana não tem partida pelo torneio sul-americano. E o jogo com o Cruzeiro será no final de semana ainda sem data, horário e local definidos.

O jogo
Além de Douglas, recuperado da gripe que o tirou da viagem à Bolívia, o Grêmio teve o retorno de Leandro. Estas duas mudanças tornaram a equipe mais compacta e com maior qualidade no passe, dois graves problemas na derrota para o Oriente Petrolero.

AE
Carlos Alberto cumprimenta Douglas, autor do gol gremista neste domingo
Não demorou, então, para o time de Porto Alegre criar oportunidades. A maioria com Leandro. Aos 17 anos, o garoto foi o melhor em campo. Partiu para cima dos zagueiros, driblou, cavou faltas, deu assistências, porém, teve pouca conclusão a gol.

Em uma boa jogada, passou por três e serviu Borges. O atacante, dentro da pequena área, se passou da bola e não completou ao gol. Rodolfo, após cobrança de escanteio, também desperciçou na cara do gol.

O problema era a marcação deficitária especialmente no lado direito, afinal, Adilson . Como também corria riscos, o Grêmio não tinha o controle do jogo. Pereira e Branco ameaçaram o gol de Victor.

Então, aos 23 minutos, Douglas mostrou porque é importante no esquema de Renato. Pela primeira vez, se livrou da marcação de Saulo e fez um golaço. De fora da área, bateu firme sem chance para Luiz Carlos.

Adilson, dois minutos depois, acertor a trave e o Grêmio parou de correr riscos. Muito porque Fernando, que substituiu Adilson, acertou a marcação. O primeiro tempo transcorreu sem mais problemas ao Grêmio.

O Ypiranga voltou melhor do intervalo. Com Silvestre, passou a pressionar o Grêmio. Geovani, aos 17 minutos, após rápido contragolpe bateu cruzado e venceu Victor: 1 a 1.

A partida ganhou ares de dramaticidade, afinal, qualquer gol poderia evitar a disputa por pênaltis. O Grêmio perdeu força principalmente após as trocas feitas pelo treinador: Douglas por Carlos Alberto e Leandro por Lins. Renato até chegou a ser chamado de "burro" por alguns torcedores.

E olha que a dupla entrou bem. Aos 35, Borges acertou a trave. Dois minutos depois, a bola desviou em Gabriel e Victor fez milagre. Aos 40, Silvestre também acertou a trave. A decisão, então foi para os pênaltis.

Borges foi o primeiro a bater: converteu. Cleiton fez o mesmo. Luiz Carlos defendeu chute de Lúcio. Saulo acertou a trave. Fábio Rochemback colocou o Grêmio em vantagem. Frede empatou. Carlos Alberto fez o dele. Victor defendeu chute de Branco. Gabriel, então, garantiu a vitória por 4 a 2 e a classificação do Grêmio.

FICHA TÉCNICA
YPIRANGA 1 (2) X 1 (4) GRÊMIO

Local: Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS)
Data: 17 de abril de 2011, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden
Auxiliares: Paulo Ricardo Conceição e João Lúcio Júnior
Cartões amarelos: Frede, João Paulo, Glauco (Ypiranga) e Gabriel, Fernando (Grêmio)

Gols:
Grêmio: Douglas, aos 23 minutos do primeiro tempo
Ypiranga: Geovani, aos 17 minutos do segundo tempo

YPIRANGA: Luiz Carlos; Gasparino, Glauco, Frede e Branco; Saulo, João Paulo, Bodini (Silvestre) e Geovani (Vitor Hugo); Cleiton e Tiago Pereira (Gilvan). Técnico: Agenor Piccinini.

GRÊMIO: Victor; Gabriel, Rafael Marques, Rodolgo e Neuton; Fábio Rochemback, Adilson (Fernando), Lúcio e Douglas (Carlos Alberto); Leandro (Lins) e Borges. Técnico: Renato Gaúcho.

Leia tudo sobre: grêmiocampeonato gaúcho 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG