Técnico do Flu acredita que mesmo com time misto, jogo será disputado e emocionante para a torcida

Leonardo Moura, Deco, Fred, Felipe, Thiago Neves. Grandes nomes de Flamengo e Fluminense devem ficar de fora do clássico carioca deste domingo, pela terceira rodada da Taça Rio. Seja por lesão ou preservados para a sequência da Copa Libertadores, as estrelas farão falta na partida no Engenhão. Porém, para o técnico Abel Braga, mesmo que as equipes usem times mistos, a partida não perderá importância e charme para a torcida.

“Fla-Flu é sempre Fla-Flu, um jogo diferente, charmoso, um clássico que vai completar 100 anos. Mexe com o torcedor. Independente de como os times jogarão vai ter torcida, público muito bom. Vamos tentar tirar proveito desse nosso momento. Independente dos nomes, não perde o glamour, tem algo especial. E tenho certeza de que será um grande jogo”, disse o técnico do Fluminense.

O rodízio tem sido utilizado com frequência pelo treinador do time das Laranjeiras neste Campeonato Carioca. Por isso, para Abel Braga, os jogadores reservas que tiverem uma oportunidade não devem encarar o clássico como um jogo de 'vida ou morte'. Ele pede tranquilidade e destaca o bom rendimento de jogadores que não eram considerados titulares absolutos.

"Se for observar, o Wellington Nem começou jogando no time de baixo, com os reservas. O Valencia, que foi muito bem contra o Boca Juniors, também. Se eles não estiverem jogado, não imagino que estariam mantendo performance com essa desenvoltura", destacou Abel Braga, que completou.

"Não tem que encarar o clássico como especial. Especial é cada jogo. Quem entrar em campo tem que respeitar a camisa do clube com muita luta. Se o cara entrar em campo pensando 'é minha única chance' 'é agora ou nunca', complica. Pode prejudicar o desempenho até", encerrou o técnico tricolor.

O Fluminense deverá ir a campo com Diego Cavalieri; Souza, Anderson, Digão e Carleto; Edinho, Diguinho, Wagner e Lanzini; Rafael Sóbis e Rafael Moura. Neste sábado, o elenco participa de um trabalho recreativo e depois começa o período de concentração para o clássico, marcado para o domingo, às 18h30, no Engenhão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.