Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Confecção própria vira alternativa do Bota para acordo com Puma

Clube carioca negocia contrato de fornecedora de material esportivo e pode desenvolver marca própria

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

AE
Logo da Fila é coberto com fitas desde setembro
A negociação para que a Puma seja a nova fornecedora de material esportivo do Botafogo já teve idas e vindas. Em alguns momentos, o clube chegou perto de bater o martelo e assinar, enquanto em outros, quase decretou o fim das conversas com a empresa. Porém, as discussões de pontos do contrato se encerram nesta quarta-feira. Em uma reunião nesta manhã, a diretoria decidirá se aceita os termos ou abandona as tratativas.

Mercado da Bola: Veja a movimentação dos jogadores nos clubes brasileiros

O iG apurou que caso a Puma seja descartada, o Botafogo deverá começar a temporada com uma confecção própria para o material esportivo, semelhante ao que Vasco fez em 2001. Um dos primeiros nomes estudados para a marca a ser usada na camiseta é 'Tem que ter paixão', slogan já usado pelo departamento de marketing em ações no final desta temporada. Outros nomes também são estudados para a marca própria que seria criada para ocupar o espaço ao menos até o meio do próximo ano.

Leia mais: Oswaldo de Oliveira já está no Brasil para comandar o Botafogo

A longa negociação com a Puma, apesar de ter mais chances de ser concluída, irritou os dirigentes da equipe carioca. Eles consideram que a empresa alemã foi inflexível em vários pontos de discussão do contrato, o que causou uma demora na definição de valores e orçamento para 2012. A Nike, especulada como uma das possíveis empresas para vestir o Botafogo, não apresentou nenhuma proposta e é carta fora do baralho neste momento.

Veja mais: Cortês aprova contrato e assinará com o São Paulo nesta quarta

Enquanto escolhe seu novo fornecedor de material esportivo, o Botafogo trava uma batalha judicial contra a Fila, que tem contrato com a equipe carioca até o final de 2013. A equipe carioca alega que vários pontos do contrato não foram respeitados e cobre o logo da empresa na camisa desde outubro, além de ter retirado placar de publicidade no CT e no Engenhão. A Fila já entrou na justiça com duas ações exigindo que o clube volte a cumprir o acordo e pedindo uma multa pela quebra no acordo.

Veja também: Alessandro critica diretoria do Bota por promessa de renovação

O anúncio da escolha do novo fornecedor deve sair até esta quarta-feira e ser oficializado até o final desta semana. Além do material esportivo, a diretoria também negocia a renovação dos contratos de patrocínio na camisa para a próxima temporada. A expectativa é de continuar com as mesmas empresas que já exibem suas marcas no uniforme. 

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e comente a troca de forcedor do clube

Leia tudo sobre: BotafogoBrasileirão 2011Mercado da BolaPumaFila

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG