Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com nova virada, Atlético-MG iguala início do Mineiro de 1995

Na terceira virada em seis jogos, Atlético-MG repete o começo de Estadual de 95, com seis vitórias

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Com um gol e uma assistência, Guilherme foi destaque na vitória do Atlético sobre o Nacional
Mesmo depois de ficar duas vezes em desvantagem, o Atlético-MG venceu o Nacional por 4 a 2 e mantém os 100% de aproveitamento no Campeonato Mineiro. Marcos Rocha , Guilherme e André , duas vezes, fizeram os gols atleticanos, enquanto Alex Maranhão e Éber marcaram para os visitantes.

Veja também: Confira a classificação atualizada do Campeonato Mineiro

Com o resultado o time repete a equipe de 1995, a última do Atlético-MG que conseguiu começar o Estadual com seus triunfos seguidos. O resultado deste sábado, aliás, foi a terceira virada alvinegra na competição. O time de Cuca também saiu atrás no marcador contra o América-TO e o América-MG.

O Nacional, por sua vez, continua na luta contra o rebaixamento. Com seis pontos em seis rodadas, a equipe de Nova Serrana pode terminar a rodada apenas uma posição acima da zona da degola. Curiosamente o Nacional conseguiu marcar dois gols nas três equipes de capital, mas sempre cedeu e levou a virada.

Agora o Atlético-MG dá uma pausa no Estadual e volta suas atenções para a Copa do Brasil. Na quarta-feira o time alvinegro vai até o Mato Grosso do Sul para enfrentar o Cene. Pelo Mineiro, no próximo domingo o jogo vai ser contra o Villa Nova, em Nova Lima. Já o Nacional vai até Governador Valadares para enfrentar o Democrata.

O jogo

O Atlético-MG começou a partida com mais posse de bola, mas quem chegou com perigo e conseguiu marcar foi o Nacional. Logo aos dez minutos o atacante Éber foi derrubado por Marcos Rocha dentro da área. O meia Alex Maranhã cobrou no canto esquerdo e colocou os visitantes na frente. Mas a alegria do time do interior durou apenas um minuto. Marcos Rocha se redimiu no pênalti e acertou um belo chute de fora da área para igualar o placar.

Muito bem fechado pelo técnico José Ângelo, o Nacional não deixava o Atlético-MG jogar e ainda contava com o grande número de passes errados da equipe de Cuca. No contra-ataque o time de Nova Serrana quase marcou o segundo gol, mas Richarlyson tirou a bola em cima da linha. O Atlético-MG não conseguiu criar, sentindo a falta de um armador, já que Cuca optou por escalar Carlos César ao invés de Mancini.

Depois do péssimo primeiro tempo, Cuca mudou o time. Mancini voltou com a equipe, na vaga de Carlos César. Mais uma vez o Atlético-MG começou muito bem, mas quem marcou foi o Nacional. Em bom contra-ataque puxado por Reinaldo Alagoano, Éber aproveitou a falhar de Rafael Marques para fazer 2 a 1, aos 11 minutos.

Mas assim como na primeira etapa, o time visitante não conseguiu segurar o resultado. Tr6es minutos depois o atacante Guilherme, que era vaiado por parte da torcida, deu ótima assistência para André, que só teve o trabalho de tirar do goleiro Ranieri. As vaias para Guilherme se transformaram de vez em aplausos aos 24 minutos, quando o atacante virou o marcador.

Mesmo em vantagem o Atlético-MG continuava em cima, com três atacantes, já que Neto Berola entrou no lugar de Fillipe Soutto. E foi Berola que cruzou para André marcar de cabeça e chegar a seu sétimo gol no Mineiro, se isolando na artilharia da competição. Com o resultado de 4 a 2 e dono do jogo, o Atlético-MG apenas administrou os minutos finais para igualar o feito de 17 anos atrás.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-MG 4 X 2 NACIONAL
Local:
Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data: 10 de março de 2012, sábado
Horário: 16h (de Brasília)
Renda: R$ 60.560,00
Público: 3.659 pagantes
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira
Assistentes: Mauro Antônio Ferreira dos Santos e Marcelo Francisco dos Reis
Cartões Amarelos: Guilherme e Fillipe Soutto (CAM); Alex Maranhão e Wellington (NAC)

GOLS:
ATLÉTICO-MG: Marcos Rocha, aos 12 minutos do primeiro tempo; André, aos 14 e aos 27, e Guilherme, aos 24 minutos do segundo tempo
NACIONAL: Alex Maranhã, aos 11 minutos do primeiro tempo; Éber, aos 11 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Marcos Rocha, Réver, Rafael Marques e Richarlyson; Leandro Donizete, Fillipe Soutto (Neto Berola), Carlos César (Mancini) e Escudero; Guilherme (Danilinho) e André.
Técnico: Cuca.

NACIONAL: Ranieri; Éber (Arílton), Luizão, Wellington e Rodrigo; Lucas, Marcão, Jean Cléber e Alex Maranhão (Juninho Frizzi); Éder e Reinaldo Alagoano (Sebá).
Técnico: José Ângelo.

Leia tudo sobre: Atlético-MGMineiro 2012Nacional-MG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG