Em noite de Borja, Palmeiras faz 3x1 na equipe colombiana e fica em primeiro na classificação geral; resultado classifica o Boca para as oitavas

O Palmeiras segue com a melhor campanha da Copa Libertadores de 2018. Ao vencer o Junior Barranquilla por 3x1 no Allianz Parque na noite desta quarta-feira (15), o Verdão terminou a fase de grupos com 16 pontos conquistados em seis partidas. O colombiano Borja foi o autor dos três gols da equipe comandada por Roger Machado. O jogo ainda teve o brilho do ídolo e hoje reserva Fernando Prass, que fez grande partida e ainda defendeu um pênalti.

Com três gols marcados, Borja foi o destaque do Palmeiras na vitória sobre o Junior Barranquilla
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Com três gols marcados, Borja foi o destaque do Palmeiras na vitória sobre o Junior Barranquilla

A vitória do Palmeiras ainda serviu para classificar o Boca Juniors para as oitavas de final da competição. A equipe argentina goleou o Alianza Lima na Argentina, mas precisava da coloboração da equipe brasileira para conquistar sua vaga. 

Leia também: Santos deve negociar Jean Mota após interesse de clube alemão

A campanha do Palmeiras não pode ser alcançada por mais nenhuma equipe da Libertadores, com isso, a equipe palestrina vai decidir todos os confrontos da fase eliminatória dentro da casa.

O jogo

Com a primeira colocação no grupo assegurada e jogando com uma equipe praticamente inteira reserva, o Palmeiras iniciou o jogo mais postado no campo de defesa, esperando pela equipe colombiana, que precisava do resultado para garantir sua classificação para as oitavas de final.

Abusando da velocidade pelos lados, o Junior Barranquilla até ganhava o fundo com facilidade, mas não conseguia se infiltrar na área palmeirense. Ligado, Fernando Prass fez boas defesas nas chegadas mais agudas da equipe visitante.

Após os primeiros 15 minutos de pressão, o Palmeiras começou a ficar mais com a bola e a se soltar no campo de ataque. Aos 29, Borja tabelou com Guerra e saiu na cara do gol, mas o goleiro Viera saiu bem do gol para evitar o gol.

Leia também: Atlético de Madri conquista Liga Europa com show de Griezmann em possível adeus

No final da primeira etapa, os colombianos voltaram a dominar a partida e tiveram suas melhores chances, mas Fernando Prass brilhou com duas belas defesas em chute de Téo

Gutiérrez e em cabeçada de Chará. O Palmeiras também assustou no finzinho com Guerra, que invadiu a área e tentou encontrar Borja sozinho, mas o goleiro Viera foi arrojado e conseguiu cortar o passe.

Logo no início da segunda etapa, o Tchê Tchê arriscou de perna esquerda da intermediária e carimbou o travessão adversário. No lance seguinte, Guerra enfiou boa bola para Mayke, que ganhou o fundo pela direita e cruzou, o goleiro Viera bateu roupa e ela sobrou para Borja, que empurrou para as redes para abrir o placar para a equipe brasileira.

O Palmeiras nem teve tempo de comemorar e, aos nove minutos, Luan e Téo Gutiérrez disputaram bola dentro da área palmeirense. O atacante colombiano caiu e arbitragem marcou pênalti. Na cobrança, Barrera bateu no canto esquerdo, mas Fernando Prass caiu bem e agarrou a bola. No contra ataque, Borja teve a chance de ampliar após ajeitada de Mayke, mas Viera apareceu bem e mandou a bola para escanteio.

Aos 15 minutos, no entanto, o arqueiro do Junior nada pode fazer, e Borja fez seu segundo gol no jogo após receber passe de Willian, invadir a área e bater por cobertura. O segundo tempo era movimentadíssimo e o Junior diminuiu aos 21 minutos. Téo Gutiérrez recebeu cruzamento rasteiro de Chará e empurrou para as redes. O atacante da equipe visitante estava em posição de impedimento, não marcado pela arbitragem. 

O gol não abalou a equipe palmeirense, que três minutos voltou a esticar sua vantagem. Em noite inspirada, Borja fez o seu terceiro na partida após cobrança de falta de Guerra para dentro da área.

O terceiro gol palmeirense acabou com o ímpeto do Junior Barranquilla, que tentou se lançar ao ataque, mas abusava dos erros de passe e tinha dificuldades para assustar Fernando Prass.

O Palmeiras passou a segunda metade do segundo tempo tocando a bola no campo de ataque com tranquilidade. Sem sustos, a equipe brasileira garantiu mais uma vitória, assegurando a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.