Mulher de 38 anos, uma das vítimas do tumulto na praça San Carlo, em Turim, faleceu 12 dias após ocorrido durante final da Champions League

Torcedora morre 12 dias após confusão e terror em praça de Turim
Reprodução/Twitter
Torcedora morre 12 dias após confusão e terror em praça de Turim

A torcedora que estava internada em estado grave depois do tumulto em Turim, durante a final da Liga dos Campeões entre Juventus e Real Madrid, faleceu nesta última quinta-feira (15). De acordo com o boletim médico do hospital Giovanni Bosco, a mulher em coma irreversível faleceu às 21h56 e a família decidiu doar seus órgãos.

LEIA TAMBÉM: Real Madrid goleia Juventus na final da Liga dos Campeões 2017 e faz história

Em 3 de junho, a torcedora identificada como Erika Pioletti estava na praça San Carlo , em Turim, com seu namorado e amigos para assistir à final do campeonato junto com outros milhares de adeptos da Juventus. Um falso alarme de bomba gerou tumulto e confusão entre as cerca de 30 mil pessoas que estavam no local e deixou um total de 1.527 feridos, dentre eles, Erika.

Luto

A prefeita de Turim , Chiara Appendino, anunciou luto na cidade. "Em um momento de tristeza profunda, cada palavra seria supérflua. Só posso expressar minhas mais sinceras condolências à família, cidade e amigos de Erika. Será declarado luto", disse.

A Juventus também emitiu nota oficial e lamentou a morte da mulher de 38 anos de idade. "Juventus Football Club gostaria de expressar suas sinceras condolências pela morte de Erika. Os acontecimentos em Turim e as vítimas da cidade em 3 de junho permanecem nos corações e mentes de todos os envolvidos com o clube", informou o clube italiano.




LEIA TAMBÉM: Massimiliano Allegri renova contrato com Juventus até 2020

Confusão em Turim

Jornal Gazzetta dello Sport dá detalhes da confusão em praça com torcedores da Juventus
Reprodução/Gazzetta.it
Jornal Gazzetta dello Sport dá detalhes da confusão em praça com torcedores da Juventus

Durante a final da Liga dos Campeões , a praça San Carlo em Turim recebeu milhares de torcedores que assistiam ao jogo em um telão. Segundo testemunhas, foram ouvidos estrondos e chegaram a pensar que se tratava de um ataque a bomba. Isso instalou o desespero no local e os torcedores se empurraram ao tentar sair do local.

De acordo com informações do jornal Gazzetta dello Sport, o que se viu se parecia com cenas de filmes de terror. Uma testemunha que estava no local conta que haviam muitos feridos e pessoas sangrando, correndo desesperadas e deixando pertences para trás, como bandeiras, cachecol do time e sapatos. Pelas imagens do local é possivel ver vários objetos abandonados no chão e marcas de sangue.

LEIA TAMBÉM: Modelo promete ficar nua em caso de título da Juve. Time perdeu, mas ela cumpriu

Além da torcedora Erika como vítima, há ainda outras duas mulheres que se encontram internadas no hospital Molinette, em Turim. Dentre as vítimas, uma de 63 anos de idade e outra de 26. Uma criança de sete anos chegou a ficar em coma por dois dias, mas passa bem e já recebeu alta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.