Equipes ficam no 0 a 0 em Florença e rodada pode deixar a Roma se aproximar da ponta do Campeonato Italiano

Atacante da Fiorentina, Mario Gomez acerta carrinho em Bonucci, defensor da Juventus
Giampiero Sposito/Reuters
Atacante da Fiorentina, Mario Gomez acerta carrinho em Bonucci, defensor da Juventus

O Stadio Artemio Franchi, em Florença, foi o palco de um confronto muito disputado - em todos os sentidos - na tarde desta sexta-feira, pela 14ª rodada do Campeonato Italiano: Fiorentina e Juventus empataram em 0 a 0.

Com o resultado, a equipe casa segue em oitavo lugar na tabela, com 20 pontos, mas pode ser ultrapassada caso Udinese, Sassuolo, Inter e Palermo vençam neste fim de semana. Já a Juventus foi a 35 e ainda é líder, mas pode ser pressionada caso a Roma vença o Sassuolo, neste sábado.

Veja como está a classificação do Campeonato Italiano

A partida já começou com atmosfera tensa. A primeira falta foi marcada logo nos primeiros 30 segundos, de Patrice Evra sobre Fernandez. Na cobrança, o próprio chileno rolou para a entrada da área e Cuadrado arriscou de primeira, mas a zaga não se intimidou com a jogada ensaiada e tirou o perigo.

No lance seguinte, Pogba recebeu pela meia esquerda, cortou para o meio e arriscou com força, mas a bola foi para fora, passando rente à trave do brasileiro Neto. Na marca dos 14 minutos, a visão de jogo e genialidade de Pirlo deram as caras pela primeira vez. O italiano fez um cruzamento aberto, na cabeça de Llorente, mas Mario Gomez voltou para o campo de defesa e cortou o lance.

Após cirurgia no cérebro, Leandro Castán apresenta melhora e dá passos

Ainda no primeiro tempo, o duelo deixou de ser apenas disputado para se tornar desleal, com quatro cartões amarelos em 10 minutos. Aos 28, Pizarro recebeu o primeiro deles por parar um contra-ataque da Juve com uma falta dura sobre Coman. Em seguida, foi a vez de Ogbonna ser amarelado por uma dividida forte com Cuadrado.

Posteriormente, Chiellini puxou Valero em atitude antidesportiva e Cuadrado também entrou para a súmula, com um carrinho por trás em Bonucci. No fim do primeiro tempo, a arbitragem foi questionada pelos dois lados.

Na volta para a etapa final, Evra não demorou sequer cinco minutos para protagonizar o lance de maior perigo do jogo. O francês recebeu na entrada da área e arriscou uma bomba, mas o goleiro Neto estava bem posicionado e espalmou, salvando a Fiorentina de um resultado pior. Na sequência, como não poderia deixar de ser, Pogba recebeu amarelo por uma entrada por trás em Pizarro, seguindo à risca a cartilha de faltas do primeiro tempo.

Aos 22, Cuadrado arriscou uma bomba pela intermediária, levando perigo ao goleiro veterano Buffon. No entanto, o chute acarretou em uma dividida, levando o colombiano a desabar no gramado com dores.

O atleta até tentou seguir em campo, mesmo mancando, mas enfim teve que ser substituído aos 39 pelo técnico Vincenzo Montella, que o trocou por Kurtic. A partir daí, nem mesmo os quatro minutos de acréscimo foram suficientes para tirar o zero do placar no Artemio Franchi, cujo gramado as duas equipes deixaram sob o som das vaias.

* Com Gazeta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.