Valores são referentes a direitos de arena do período em que o atacante atuava pelo time mineiro entre 2008 e 2011

O Cruzeiro tem vencido praticamente todo mundo neste Campeonato Brasileiro , mas não conseguiu triunfar no Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais. Segundo os canais ESPN , o clube terá que pagar R$ 1,5 milhão ao atacante Thiago Ribeiro, que hoje atua no Santos, referentes a direitos de arena do período em que vestiu azul, entre 2008 e 2011.

Confira classificação, notícias, jogos e artilharia do Brasileirão

Além de manter a condenação por pagamento do direto de arena, o TRT-MG ainda acrescentou o direito ao recebimento das atuações de Thiago Ribeiro pela Raposa em três edições da Copa Libertadores. Mas o clube mineiro deve entrar com recurso em instâncias superiores para tentar reverter a punição imposta pelo Tribunal.

Previsto na Lei Pelé, o direito de arena permite ao jogador impedir que terceiros divulguem sua imagem em transmissões sem sua autorização. Neste caso, portanto, é uma cessão legal dos direitos de imagem do atleta ao clube que vale exclusivamente durante o evento esportivo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.