Fluminense sofre com gramado, mas Fred resolve e garante vitória na estreia

Por O Dia | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Com gol do atacante, time carioca vence por 1 a 0 o Caracas na Venezuela e inicia participação na Libertadores com o pé direito

Divulgação
Fred deixa sua marca na estreia do Fluminense

No país que tem o beisebol como esporte mais popular, o Fluminense iniciou com o pé direito sua caminhada em busca do mais expressivo título do futebol sul-americano. Em sua estreia na Libertadores, o time carioca superou o repentino veto de Digão e Thiago Neves e venceu o Caracas na Venezuela por 1 a 0, gol do oportunista Fred.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

No estádio de la Universidad Central de Venezuela, o Fluminense tentou ‘ensinar’ a jogar futebol no péssimo gramado do Olímpico. Entusiasta de treinos técnicos que exploram a rápida troca de passes em campo reduzido, o técnico Abel Braga sabia que sua estratégia não teria tanta eficácia diante do modesto Caracas. Apesar da superioridade na troca de passes, o Fluminense encontrava dificuldade no arremate das jogadas. Velocistas, Carlinhos e Wellington Nem não emplacaram no primeiro tempo. Fred, sim.

Bem posicionado, o atacante teve as melhores chances na partida. Na terceira boa tentativa, ele abriu o placar. No rebote da finalização, o camisa 9 acertou um belo chute no canto esquerdo, sem chances para o goleiro Baroja. O Caracas encontrou pelo lado esquerdo sua melhor opção. Com problemas na marcação, Carlinhos quase viu a equipeequatoriana empatar com Guerra depois da boa jogada de Carabali.

Esse foi o maior risco que o Fluminense sofreu no primeiro tempo. Mas na volta do intervalo, o Caracas precisou de apenas cinco minutos para assustar. Numa bela finalização, Cure tentou encobrir o Cavalieri, que realizou uma difícil defesa. Mais a vontade, os donos da casa se soltaram, mas esbarraram no melhor goleiro do Brasileiro de 2012.

O Fluminense apostava no contra-ataque, mas o gramado frustrou a proposta dos visitantes. Como o segundo gol parecia distante, Abelão decidiu segurar a vantagem e reforçou a marcação com a entrada de Valencia no lugar de Wagner. Ao recuar uma bola para Cavalieri, que foi obrigado a usar as mãos, Otero teve a última chance de empatar no tiro-livre. O chute para fora sentenciou a primeira e sofrida vitória.

FICHA TÉCNICA - CARACAS 0 X 1 FLUMINENSE
Local:
Estádio Olímpico, em Caracas (Venezuela)
Data: 13 de fevereiro de 2013 (Quarta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: José Buitrago (Colômbia)
Assistentes: Wilson Berrio (Colômbia) e Rafael Rivas (Colômbia)
Cartões amarelos: Fred e Edinho(Flu)

Gols:
FLUMINENSE: Fred aos 31 minutos do primeiro tempo

CARACAS: Baroja, Carabalí, Peraza, Andrés Sánchez e Amaral; Jiménez, Guerra(Peña), Meza(González) e Otero: Cure e Febles(Cabezas)
Técnico: Ceferino Bencomo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Leandro Euzébio, Anderson e Carlinhos; Edinho, Jean, Wagner(Valencia) e Rafael Sobis(Marcos Junior); Wellington Nem(Rhayner) e Fred
Técnico: Abel Braga

Leia tudo sobre: FluminenseCopa Libertadores 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas