Paulinho garante que fica e se diz mais motivado: "quanto mais ganha mais quer"

Volante diz que não deixará o clube em janeiro e promete mais empenho por novas façanhas

Bruno Winckler - enviado iG a Yokohama | - Atualizada às


Principal personagem em matérias e reportagens dos milhares de veículos de imprensa que cobriram o Corinthians no Mundial de Clubes, o volante Paulinho viu seu nome envolvido em possíveis negociações para o futebol europeu desde que se tornou um "key player" do time campeão da Libertadores. Rejeitou proposta da Inter de Milão, negou outros contatos e após encerrar um ciclo vitorioso de títulos com o Corinthians garantiu que quer mais.

Comente a conquista do bicampeonato mundial pelo Corinthians

"Vou ficar no Corinthians, se falou muito de possíveis saídas, de conversas, mas eu não fiquei sabendo de nada concreto, fora a Inter de Milão, que todos já sabem", disse o camisa, ainda no estádio de Yokohama, local da vitória por 1 a 0 que deu ao Corinthians o título mundial de 2012 .

Veja também: Herói, Cássio diz que não esperava chegar tão longe

Perguntado o que poderia fazê-lo ter motivação para iniciar um novo ciclo de títulos no clube depois de em sequência ser protagonista no Brasileiro de 2011, na Libertadores e, agora, no torneio do Japão, Paulinho disse apenas um clichê. "Quanto mais se ganha, mais se quer. É essa a frase que dizem e eu digo também", disse o volante.

Leia também: Tite exalta defesa e se afasta de rótulo de melhor técnico da história do clube

O presidente Mário Gobbi negou qualquer interesse em negociar o jogador. "Acabei de renovar o  contrato (até 2014). Eu só quero que ele continue conosco por muito, muito tempo", disse.

    Leia tudo sobre: corinthianschelseamundial de clubes da fifapaulinho

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG