Segundo José Maria Marin, o estádio com as obras mais atrasadas, a Arena Pernambuco, será concluído dois meses antes do início da competição

José Marin, presidente da CBF
Futura Press
José Marin, presidente da CBF

O presidente da CBF, José Maria Marin, garantiu nesta quinta-feira que as obras nos seis estádios previstos para receber a Copa das Confederações em 2013 serão concluídas a tempo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Estamos trabalhando em ritmo intenso para garantir que este campeonato seja um sucesso", disse Marin em entrevista coletiva, após reunião com representantes da Fifa.

Leia mais notícias sobre a Copa de 2014

O local onde as obras estão mais atrasadas é na Arena Pernambuco. Segundo Marin, a inauguração do estádio está prevista para acontecer em abril de 2013, dois meses antes do início da Copa das Confederações. O presidente da CBF disse ainda ter recebido uma carta do governador Eduardo Campos, em que ele se compromete em terminar a construção nesta data.

Veja fotos das obras nos estádios para a Copa do Mundo de 2014:

As sedes da competição serão anunciadas no dia 8 de novembro, em São Paulo, segundo anunciou o diretor de Comunicação da Fifa, Walter de Gregorio. Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Fortaleza estão confirmados, enquanto Recife e Salvador estão na lista de espera.

Leia também: Com crise renal, secretário-geral da Fifa é hospitalizado no Rio

O diretor da entidade confirmou que a intenção é ter seis sedes na competição, que terá Brasil, Espanha, México, Uruguai, Itália, Japão, Taiti, além do campeão africano, que será decidido no início de 2013.

E mais:  Valcke confia em conclusão do Beira-Rio dentro do prazo para a Copa de 2014

Antes da reunião, os dirigentes da Fifa participaram junto com autoridades locais da inauguração das obras de um hotel que será construído junto ao futuro centro de imprensa da Copa do Mundo. O empreendimento será reservado para jornalistas nestas datas. O hotel Grande Mercure Riocentro, de quatro estrelas, terá 306 quatros, 600 metros quadrados de salas de reuniões e foi desenhado pelo arquiteto francês Jean Michel Wilmotte.

*Com EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.