Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Bruno Mineiro faz 2 e Portuguesa afunda ainda mais o Palmeiras no Brasileirão

Atacante, que sempre costuma marcar contra o time alviverde, foi o destaque no Canindé

iG São Paulo | - Atualizada às

O centroavante Bruno Mineiro voltou a brilhar na noite desta quarta-feira e aumentou ainda mais o drama vivido pelo Palmeiras neste Campeonato Brasileiro . O camisa 9 da Portuguesa , que sempre teve o clube do Palestra Itália como uma de suas vítimas favoritas por todos os clubes que passou, anotou dois gols na vitória por 3 a 0 sobre o clube alviverde e jogou o seu oponente para o fundo da tabela de classificação.

O Palmeiras conseguirá escapar do rebaixamento no Brasileirão? Opine!

Com os três gols marcados no 2º tempo, a Portuguesa aproveitou a superioridade demonstrada ao longo de boa parte do confronto e voltou a trilhar o caminho das vitórias no campeonato. O time chegou aos 25 pontos na competição nacional e tentará manter a boa fase no próximo sábado, contra o Vasco, fora de casa.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Futura Press
Portuguesa atropelou o Palmeiras no Canindé

Já o Palmeiras continua com os mesmos 16 pontos das últimas duas rodadas e segue sem poder de reação. Esta foi a terceira derrota seguida da equipe no Brasileiro e beneficiou o Bahia , primeiro clube fora da zona do rebaixamento, com 20 pontos. Com a intensa pressão sofrida por seu torcedor, o time palestrino precisará se recuperar já neste sábado, em duelo contra o Grêmio , no estádio do Pacaembu.

O jogo
O Palmeiras começou melhor no Canindé e dominou nos primeiros minutos do confronto. O time conseguiu envolver os atletas adversários, mas descuidou da marcação pelo alto. Aos 7min, o meia Moisés recebeu cruzamento e, sozinho, mandou nas mãos de Bruno. Em resposta, Mazinho arriscou chute forte e Dida acompanhou a bola sair pela linha de fundo. Aos 14, Betinho fez uma bela jogada pela direita e tocou em velocidade para Barcos. O argentino, entretanto, estava em posição irregular. Já aos 18, o próprio Barcos recuperou pela esquerda e se mandou para o ataque. O centroavante cruzou na medida para Mazinho, mas o atleta não alcançou e deixou passar grande oportunidade.

Sem conseguir a conclusão, o Palmeiras começou a se desesperar em campo e cometeu diversas faltas na intermediária. A equipe ainda precisou lidar com as fortes investidas da Lusa e apostou apenas no contra-ataque para chegar à frente. Contudo, os atacantes se atrapalhavam no campo ofensivo e não convertiam as chances em finalizações ao gol defendido por Dida.

A intensa movimentação beneficiou a Lusa e levou o time a ameaçar Bruno em duas ocasiões. Aos 33min, o goleiro saiu de sua meta para consertar erro da zaga e agarrar a bola antes de Bruno Mineiro. Já aos 38, Ananias girou sobre Corrêa dentro da área e chutou no canto, mas o camisa 1 esticou o braço para espalmar pela linha de fundo. As ameaças rubro-verdes prejudicaram ainda mais o Palmeiras e deixaram a partida imersa em clima de tensão antes do término do 1º tempo. Aos 42 minutos, o atacante Ananias e o meia Valdivia se desentenderam na intermediária e foram advertidos com um amarelo cada.

O início do 2º tempo não diminui a tensão entre as duas equipes e proporcionou nova confusão no primeiro lance da etapa. Moisés e Henrique se desentenderam e receberam o amarelo. Sem se intimidar com a confusão, a Portuguesa se mandou para o ataque e chegou ao gol em uma bobeada da zaga. Aos 4min, Ananias partiu em velocidade e cruzou para a área. Leandro Amaro escorregou e Bruno Mineiro cabeceou sozinho para o fundo das redes de Bruno.

A vantagem aberta pela Portuguesa esgotou a paciência do torcedor palmeirense e do técnico Luiz Felipe Scolari. O treinador promoveu alteração dupla e sacou Corrêa e Mazinho para a entrada de Márcio Araújo e Obina. Entretanto, as mudanças não surtiram efeito imediato e a Lusa voltou a atacar com qualidade. Aos 25min, Ananias tocou de calcanhar e Rogério chutou forte. O goleiro Bruno espalmou na trave e Bruno Mineiro apareceu sozinho para cabecear para as redes adversárias.

A equipe da casa ainda consolidou a sua hegemonia aos 39 minutos. Moisés recebeu pela direita  e se posicionou bem para tocar no canto de Bruno. Ao som dos gritos rubro-verdes de "Fica Felipão para jogar a Segunda Divisão", o meia correu para o seu torcedor e comemorou efusivamente o tento que decretou o triunfo lusitano.

FICHA TÉCNICA - PORTUGUESA 3 x 0 PALMEIRAS
Campeonato Brasileiro 2012 - 20ª rodada 
Local : estádio do Canindé, em São Paulo-SP
Data : 29 de agosto de 2012, quarta-feira
Horário : 20h30 (horário de Brasília)
Público : 7.531 pagantes
Renda : R$ 214.348,00
Árbitro : Wilson Luiz Seneme
Assistentes : Anderson Moraes Coelho e Herman Brumel Vani
Assistentes adicionais : Flávio Rodrigues Guerra e Marcelo Aparecido de Souza
Cartões amarelos : Boquita, Ananias, Moisés e Ferdinando (POR); Valdivia, Thiago Heleno, Henrique e Leandro Amaro (PAL)

GOLS
PORTUGUESA: Bruno Mineiro, aos 4 e aos 25, e Moisés, aos 39 minutos do segundo tempo

PORTUGUESA : Dida; Luis Ricardo, Gustavo, Valdomiro e Rogério (Lima); Léo Silva, Ferdinando, Boquita e Moisés; Ananias (Diego Viana) e Bruno Mineiro (Maylson)  Técnico : Geninho

PALMEIRAS : Bruno; João Vitor, Thiago Heleno, Leandro Amaro e Juninho; Henrique, Correa (Márcio Araújo), Valdivia e Mazinho (Obina); Betinho (Maikon Leite) e Barcos  Técnico : Luiz Felipe Scolari

Leia tudo sobre: PortuguesaPalmeirasBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG