Laurence Young, do Internacional/Santos, morreu devido a uma infecção bacteriana generalizada originada por problema dentário

O ala-armador Laurence Scott Young, que atuou no Campeonato Paulista pelo time do Internacional/Santos, morreu neste domingo por conta de uma infecção generalizada . O atleta foi internado no dia 20 de outubro na Santa Casa da cidade litorânea paulista e, segundo informações apuradas pelo iG , seu quadro já era grave.

Leia também: Atleta do Internacional/Santos morre após infecção generalizada

De acordo com fonte ligada ao hospital, o caso de Laurence não é muito comum. Tudo começou com uma infecção bacteriana na gengiva, que em seguida atacou o coração e, assim, chegou à corrente sanguínea.

Laurence chegou à Santa Casa apenas cinco dias depois de disputar sua última partida pela Série Prata do Campeonato Paulista e foi encaminhado diretamente à UTI (Unidade de Terapia Intensiva). O tratamento consistiu em aplicações de fortes antibióticos e até mesmo a realização de uma cirurgia para tentativa de conter a infecção no sangue.

Nada, no entanto, funcionou. A infecção estava em um estágio muito avançado e, depois, atacou os demais órgãos.

Acompanhe mais sobre basquete no blog do Fábio Sormani

Diretor-presidente da Fupes (Fundação Pró-Esporte de Santos) e responsável pela administração do time, o ex-judoca campeão olímpico Rogério Sampaio classificou o episódio como fatalidade. “Ficamos chocados, gostaríamos de entender por que isso tudo aconteceu. É difícil imaginar que uma infecção dentária pudesse resultar na morte de um atleta,” disse ao iG .

O clube não conta com um médico que acompanhe regularmente as atividades dos jogadores. Sampaio explica que há uma equipe terceirizada contratada especificamente para os dias de jogos, que é responsável por eventuais primeiros socorros e que, caso necessário, encaminha os atletas aos hospitais da prefeitura.

Laurence tinha 30 anos de idade e atuou em todas as 19 partidas do time santista no Campeonato Paulista. Registrou médias de 7,8 pontos, 2,7 rebotes e 2,2 assistências em cerca de 19 minutos de ação por partida.

O jogador defendeu ainda outras equipes brasileiras, como Vila Velha, Saldanha da Gama e Americana. Ele passou também pela Irlanda, onde atuou por Merry Monk Ballina e Dart Killester, e jogou pela Universidade de Rider, no estado de New Jersey.

Com apenas três vitórias em 14 jogos, o Internacional/Santos foi eliminado na primeira fase da competição estadual. Depois, o clube ingressou na chamada Série Prata do campeonato, uma espécie de repescagem valendo vaga na Copa Brasil, no qual acabou derrotado pela equipe de Jacareí.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.