Jogador acertado com Fluminense para NBB critica "descaso enorme" do clube

Por Luís Araújo - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Luiz Felipe Lemes procurava apartamento no Rio de Janeiro e tinha detalhes do contrato apalavrados com time carioca, que desistiu de disputar o campeonato

Divulgação/NBB
Luiz Felipe Lemes em ação pelo São José, time que defendeu na última temporada do NBB

Luiz Felipe Lemes participou de todas as cinco edições anteriores do NBB. Disputou as duas primeiras pelo Minas, passando depois por Paulistano, Joinville e São José. Nesta temporada, a situação parecia resolvida. O armador de 32 anos tinha um acerto verbal com o Fluminense, mas acordou nesta terça-feira com uma mensagem do seu agente que o fará mudar os planos: a notícia de que o clube, por falta de patrocínio, anunciou a desistência de participar da principal competição de basquete do país. Isso logo após ter ficado de fora do Campeonato Carioca.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

"Foi um baque", disse Lemes ao iG. "Eu até imaginava que o time poderia ser mais fraco, mas não esperava que não existiria. É um descaso enorme. Jogo profissionalmente desde os 17 anos e nunca vi isso acontecer. Sou pai de família, tenho compromissos. É um absurdo. Tinha tudo apalavrado com diretor de um clube grande. Estou sem palavras."

O jogador explicou que os acertos apalavrados com os clubes no basquete não são raros. Pelo contrário: foi assim que aconteceu nos lugares onde passou anteriormente. "O contrato costuma ser assinado só quando chegamos para a apresentação", afirmou. "Tinha acertado o valor, os benefícios e até um curso de pós-graduação com o Fluminense. Vários boatos surgiram nos últimos dias, mas pensei que nada aconteceria justamente por já estar apalavrado com eles", completou.

O processo de mudança para o Rio de Janeiro já estava em andamento. Lemes já procurava escola para a filha e apartamento para morar na cidade. "Graças a Deus, não cheguei a assinar nenhum contrato com imobiliária", ponderou o armador. "Agora é ter calma e conversar com outros clubes. Ainda não recebi nada além de mensagens solidárias de outros atletas."

Divulgação
Fluminense ficou em terceiro lugar no triangular de acesso ao NBB, mas foi convidado pela organização

Convite da LNB ao Fluminense
O Fluminense não conquistou o direito de disputar a próxima temporada do NBB dentro de quadra. O time foi o terceiro colocado no triangular de acesso, disputado em maio. As duas vagas ficaram com Macaé e Tijuca. No início de junho, porém, o clube carioca foi convidado a entrar no torneio, junto com Goiânia.

Mesmo após a desistência do Fluminense em disputar o NBB, Luiz Felipe Lemes não se posicionou de maneira contrária aos convites. Mas acredita que a avaliação da LNB (Liga Nacional de Basquete, entidade que organiza o campeonato) deveria ser feita de maneira diferente.

"É muito vago aceitar um projeto a ser feito. O time deveria chegar já com projeto pronto. A LNB faz um excelente trabalho, o basquete nacional melhorou muito com ela. Minha crítica é ao Fluminense. Como o clube foi convidado, fiquei mais tranquilo para apalavrar um acordo. Era difícil imaginar que algo do tipo pudesse acontecer. Sei que muita gente é contra os convites. Eu não sou, mas os times que entram deveriam ter um projeto pronto", opinou o jogador.

Leia tudo sobre: Luiz Felipe LemesNBBFluminenseBasquete Brasileiro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas