Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Justiça suspende licitação do Parque Olímpico do Rio

Construção seria realizada na área onde atualmente fica o Autódromo de Jacarepaguá

AE |

A  licitação para construção do Parque Olímpico no Rio de Janeiro, principal obra para a Olimpíada de 2016, foi suspensa por duas liminares concedidas pela 5ª e 6ª varas de Fazenda Pública da cidade. Uma das ações é movida pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e a outra, por moradores da comunidade Vila Autódromo, que serão removidos para a obra. A abertura dos envelopes com as propostas, inicialmente marcada para ser realizada na quarta-feira (18), não aconteceu.

Leia também: Vettel ainda não atingiu nível de Hamilton, afirma Alonso

A ação da CBA pede que o Autódromo Nelson Piquet, em Jacarepaguá, que será destruído para a construção do Parque Olímpico, seja mantido em funcionamento até que fique pronto um novo local para disputa de competições de automobilismo na cidade - como foi acordado entre União, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Comitê Olímpico Brasileiro e a CBA. A juíza Roseli Nalin aceitou o argumento de que a prefeitura do Rio estaria descumprindo o acordo firmado e, por isso, suspendeu a licitação.

“A Sra. Roseli Nalin identificou no nosso mandado um vício formal no processo licitatório que contraria o acordo celebrado com autoridades municipais, estaduais e federais que garantem a manutenção do autódromo de Jacarepaguá até que um novo local apto a receber provas de F1 seja construído e esteja em operação", declarou o diretor jurídico da CBA, Felippe Zeraik.

Siga o iG Automobilsmo no Twitter

O presidente da entidade, Cleyton Pinteiro, afirmou que não é contra a realização dos Jogos Olímpicos no Brasil, mas disse ser importante que o automobilismo não pague um preço indevido.

“Não bastasse o acordo que garante a construção de uma nova pista, não podemos aceitar que um dos principais autódromos nacionais seja destruído sem que os automobilistas cariocas tenham outro local para manter a prática do esporte e o emprego de milhares de pessoas que vivem desta atividade", declarou Pinteiro.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG