Tamanho do texto

Após derrota para os EUA na estreia da Copa do Mundo, seleção se recuperou com vitória sobre o Quênia

selo

O técnico José Roberto Guimarães optou por poupar a maioria das titulares da seleção brasileira de vôlei no jogo deste sábado, contra o Quênia, pela segunda rodada da Copa do Mundo de Vôlei, disputada no Japão. Mesmo com as reservas, o Brasil venceu fácil, por 3 a 0 , recuperando-se da derrota sofrida para os Estados Unidos , um dia antes. A atuação segura contra as campeãs africanas arrancou elogios do treinador.

"Nossa concentração foi boa. Tivemos poucos erros e isso é importante. Nossa relação entre o bloqueio e a defesa funcionou e fomos melhores nos contra-ataques", disse Zé Roberto, repetindo o discurso adotado durante todo o Campeonato Sul-Americano, quando o Brasil também enfrentou adversários muito mais fracos.

Maior pontuadora da partida, com 15 pontos (12 de ataque, dois de bloqueio e um de saque), Tandara também gostou do desempenho da seleção. "O jogo de hoje (sábado) foi diferente da nossa estreia contra os Estados Unidos. O Zé (Roberto) pôde colocar todo mundo para jogar e quem veio do banco fez a sua parte. A Copa do Mundo é um campeonato longo e vamos precisar de todas as jogadoras", lembrou a oposto.

O terceiro dos 11 jogos em um período de apenas 15 dias será já neste domingo, às 4h (horário de Brasília), contra a Alemanha, que lidera a competição com duas vitórias (sobre Coreia e Quênia). Zé Roberto pede atenção contra o próximo adversário. "As alemãs melhoraram com a volta da Grun. Tecnicamente será uma partida muito difícil. Ambos os times se conhecem bem e teremos que sacar com eficiência para ajudar nosso bloqueio", analisou.

A central Adenizia também já quer esquecer as duas primeiras partidas e pensar apenas na Alemanha. "Esse jogo foi bom para nossa recuperação no campeonato. Temos que pensar nos próximos adversários e na busca da vaga olímpica", comentou. Os três primeiros classificados, após um turno em que os 12 times jogam entre si, se classificam para os Jogos Olímpicos de Londres.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.