Tamanho do texto

Entidade divulga lista com três duplas de cada sexo e reafirma a possbilidade de formar duplas de acordo com interesses técnicos

selo

Pelo sistema antigo, Juliana e Larissa já estavam garantidas das Olimpíadas de Londres
Divulgação
Pelo sistema antigo, Juliana e Larissa já estavam garantidas das Olimpíadas de Londres
A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou nesta segunda-feira uma lista com três duplas masculinas e outras três femininas, num total de 12 atletas, dos quais sairão os quatro homens e as quatro mulheres que representarão o Brasil no vôlei de praia nos Jogos Olímpicos de Londres . A entidade, assim, reafirma a possibilidade de formar duplas de acordo com interesses técnicos.

Leia também: Duplas brasileiras vencem Desafio Internacional de vôlei de praia

Entre os homens, os escolhidos são Alison/Emanuel, Ricardo/Pedro Cunha e Márcio/Pedro Solberg. Ricardo e Márcio formavam dupla até julho deste ano, quando anunciaram rompimento e se juntaram, respectivamente, a Pedro Cunha e Pedro Solberg, que também eram parceiros entre si. A CBV pode optar por recriar alguma destas duplas para Londres. Outra possibilidade, que parece mais improvável, é que Ricardo e Emanuel reeditem a parceria que tem um ouro e um bronze olímpicos, mas que chegou ao fim em 2009.

Veja também: Venturini afirma que não joga em Londres 'nem se avião da seleção cair'

Já entre as mulheres, foram selecionadas Juliana/Larissa, Talita/Maria Elisa e Taiana/Vivian. Terceira melhor dupla do Brasil no Circuito Mundial no ano passado, Maria Clara/Carol ficou de fora por conta da gravidez de Carol. Maria Clara vai jogar a temporada ao lado de Raquel, e acabou alijada da disputa olímpica, dando lugar a Taiana/Vivian.

Para confirmar duas vagas olímpicas por gênero, o Brasil tem que manter duas duplas entre as 16 melhores do mundo no ranking olímpico, respeitando o limite de duas por País. No masculino, Emanuel/Alison estão em 2º e Ricardo/Márcio em 9.º. Entre as mulheres, Juliana/Larissa estão em 1.º e Talita/Maria Elisa em 5.º

Leia mais sobre a modalidade no blog Mundo do Vôlei

Até junho, a CBV escolherá as parcerias que representarão o País em Londres. Desde o início do ano, as duplas selecionadas já contam com o apoio de supervisores, fisioterapeutas, preparadores físicos, psicólogos, nutricionistas e médicos contratados pela confederação, que colocou o Aryzão, em Saquarema (RJ), à disposição dos atletas.

"Estamos investindo nestes atletas devido ao desempenho que eles têm apresentado nas competições nacionais e internacionais. Acreditamos que são os mais preparados para representar o Brasil em Londres. Estamos oferecendo todo suporte e estrutura para que o Brasil mantenha sua hegemonia no vôlei de praia mundial", diz o presidente da CBV, Ary Graça.

Outras duas duplas fazem parte do projeto, mas não concorrem a vagas em Londres. Evandro, de 21 anos, e Lili, de 24, estão sendo preparados para os Jogos Olímpicos de 2016 e participam dos treinamentos junto com seus atuais parceiros, que são Harley e Ângela.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.