Tamanho do texto

Seleção teve desempenho abaixo da média no torneio, mas conseguiu se recuperar e obter a classificação

Após derrotas inesperadas e discussões acaloradas, a seleção brasileira masculina de vôlei deixa o Japão satisfeita. Apesar de não ter brigado pelo título da Copa do Mundo, o time do técnico Bernardinho ficou em terceiro lugar e volta ao Brasil com a vaga nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, assegurada .

Ao longo da competição, a seleção perdeu de Itália, Cuba e Sérvia. Na vitória sobre a Argentina , por 3 a 0, Serginho chegou a peitar Bernardinho e teve de ser segurado pelo capitão Giba. Após o jogo, ponderou, disse que esse tipo de coisa faz parte, mas seu destempero escancarou um clima tenso na delegação.

"Chegamos ao Japão com dois objetivos e um deles, o mais importante, foi alcançado. Enfrentamos momentos difíceis que nos tiraram a possibilidade de brigar pelo título, mas voltamos a jogar nosso melhor voleibol e, com muita garra, carimbamos o passaporte para Londres", declarou o oposto Leandro Vissotto.

Ele foi o maior pontuador da equipe na Copa do Mundo. Foram 135 pontos, sendo 111 de ataque, 16 de bloqueio e oito de saque. Na sequência, apareceram Murilo, com 127, e Giba, com 124. "Fiquei fora de algumas competições no início do segundo semestre, mas trabalhei duro para voltar à seleção. Fico feliz de ter feito um bom trabalho no Japão e espero que 2012 seja um ano ainda melhor para todos nós", encerrou Vissotto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.