Tamanho do texto

Mesmo tendo vencido as turcas por 3 sets a 1, equipe brasileira foi superada pelos EUA, que garantiu o título ao vencer a China por 3 a 0

A seleção brasileira feminina de vôlei cumpriu a sua parte, derrotou a Turquia por 3 sets a 1 (25/21, 23/25, 25/20 e 25/15), em sua despedida no Grand Prix, em Ningbo-CHI, mas não conseguiu assegurar a medalha de ouro. Com uma vitória por 3 a 0 sobre a China (26/24, 25/21 e 27/25), os EUA terminaram com o título da competição, somando 14 pontos ganhos na fase final do torneio. O Brasil foi o vice, tendo terminado a fase decisiva com 13 pontos, enquanto a Turquia, com nove pontos, assegurou a medalha de bronze.

Fernandinha e Sheilla celebram vitória sobre a Turquia
Divulgação//FIVB
Fernandinha e Sheilla celebram vitória sobre a Turquia

A vitória da equipe brasleiroa sobre as turcas por uma prévia dos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Apontada como uma das seleções que mais evoluíram nas últimas temporadas, a Turquia, comandada pelo brasileiro Marco Aurélio Motta, com passagens pelas seleções do Brasil e da Itália, se prepara para disputar os Jogos Olímpicos pela primeira vez na história - a estreia em Londres, por sinal, será diante da equipe de Zé Roberto, no dia 28 de julho.

Após decepcionar na Copa do Mundo-2011 e oscilar na primeira fase do Grand Prix, a seleção brasileira ganhou confiança na fase final do torneio. Diante da Turquia, Zé Roberto mantave o time titular com Fernandinha, Sheilla, Adenízia, Fernanda Garay, Paula Pequeno e Thaísa, mas viu outras jogadoras se destacarem durante o confronto, como Jaqueline e Fabiana.

Seleção americana comemora ponta na vitória sobre a China, quando garantiu o título do Grand Prix
Divulgação
Seleção americana comemora ponta na vitória sobre a China, quando garantiu o título do Grand Prix

Responsável por 19 acertos, 11 de ataque, cinco de bloqueio e três de saque, Thaísa foi a maior pontuadora do Brasil. Já Sheilla, que completou 29 anos, fez 13 tentos, 11 de ataque, um de bloqueio e um de saque. A maior pontudora da partida foi a turca Darnel, que anotou 20 tentos, 17 de ataque, um de bloqueio e dois de saque.

Veja também:  Brasil vence Tailândia e continua na luta pelo título do Grand Prix

Superior nos primeiros momentos do confronto, o Brasil abriu 5/0. Zé Roberto chegou a trocar Fernandinha e Sheilla por Fabíola e Mari, mas desfez as alterações diante da queda de rendimento da equipe. O time nacional manteve uma vantagem segura durante todo o primeiro set e fechou em 25/21 com um ponto de Thaísa. Em alguns momentos, Camila Brait foi aproveitada no fundo ao lado da líbero Fabi.

Depois de um início marcado pelo equilíbrio no segundo set, a Turquia fez 11/10 e passou a ditar o ritmo. Insatisfeito, Zé Roberto fez uma série de alterações durante a parcial, colocando Jaqueline, Mari, Fabíola e Fabiana. O Brasil chegou a reagir com bons saques de Fernandinha e diminuiu a vantagem para um ponto (23/22), mas as turcas fecharam em 25/23 após um toque na rede do bloqueio da seleção.

Acompanhe o blog Mundo do Vôlei e fique por dentro do que rola nas quadra

No terceiro set, as duas seleções se alternaram na liderança até o momento em que o Brasil fez 13/12 em um inusitado de bloqueio de Fernandinha, 1,72m. Mantida no lugar de Paula Pequeno, Jaqueline teve papel fundamental, assim como Fabiana, que substituiu Adenízia, na vitória por 25/20 após um ataque para fora das turcas.

Embalada, a seleção brasileira abriu 5/1 logo de cara no quarto set e permaneceu à frente no placar até o final da parcial. Mantida na equipe, Fabiana cresceu ainda mais, especialmente pela série de pontos no bloqueio. O último tento da equipe de Zé Roberto veio em um ataque de Jaqueline, que fechou em 25/15.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas