Tamanho do texto

Com cinco tie-breaks em sete jogos, seleção feminina somou dois pontos na classificação e continua em sexto lugar na tabela, o limite para conseguir uma vaga nas finais

Zé Roberto conversa com a seleção durante tempo na partida contra Cuba na China
Facebook/CBV
Zé Roberto conversa com a seleção durante tempo na partida contra Cuba na China

A seleção brasileira feminina venceu Cuba, de virada, nesta sexta-feira no Grand Prix, em partida em Luohe, na China. Com 3 sets a 2 no placar e parciais de 29/31, 25/18, 25/19, 24/26 e 15/08, o Brasil somou dois pontos e segue no limite da classificação para a fase final. 

Passam para a etapa decisiva do Grand Prix as cinco melhores seleções mais a China, país-sede. Com mais jogo decidido apenas np tie-break, o Brasil ocupa a 6ª colocação geral (última posição que garante vaga, já que a China é a segunda colocada), com 13 pontos. Cuba fica com o quinto lugar, com 15 tentos. 

Seleção brasileira vai à final do Grand Prix? Deixe seu recado

O time de Zé Roberto volta para quadra neste sábado, às 8h30 (horário de Brasíia) e encara Porto Rico. Depois, encerra a fase classificatória diante da China no domingo, no mesmo horário. As donas da casa ainda não perderam no Grand Prix. 

Blog Mundo do Vôlei: Brasil é mais uma vez irregular e, mais uma vez, precisa de tie-break

Para o jogo desta sexta-feira, Zé Roberto escalou suas titulares. Jaqueline, que havia sentido dores no joelho no treino da quinta-feira, era dúvida, mas foi para o jogo e se destacou no ataque. Já Fernanda Garay, recuperada de uma distensão muscular no braço esquerdo, saiu jogando, mas deu lugar a Paula Pequeno.

O Brasil teve que superar o saque de Cuba, principalmente com a levantadora/atacante Santos. "O jogo teve muitos altos e baixos de ambos os lados. Cometemos muitos erros e sofremos com o saque de Cuba. Elas têm um saque muito bom. Temos que melhorar o nosso bloqueio e a nossa defesa. Sabemos que para os Jogos Olímpicos precisamos evoluir", afirmou José Roberto Guimarães". 

Mas as rivais entregaram 41 pontos em erros para a seleção brasileira. O Brasil marcou 16 pontos no bloqueio, nove no saque e deu quase um set às cubanas, com 24 erros. 

O jogo
Cuba saiu na frente e logo abriu 4 a 1. Com dois bloqueios seguidos, a seleção brasileira empatou em 4 a 4 e deslanchou. A vantagem chegou a ser de 20 a 13 para o time de Zé Roberto. Mas Cuba buscou e aplicou uma sequência de 4 pontos. Depois, empatou em 22 a 22. Após trocas de bola, Jaqueline atacou para fora e as cubanas fecharam a parcial em 31 a 29.

Leia também:  Zé Roberto quer dar ritmo de jogo à seleção na China

No segundo set começou com Brasil na frente, mas Cuba assumiu a liderança ainda na primeira parada técnica, no 8 a 7. Entretanto, com erros cubanos e melhor no ataque, o Brasil conseguiu abrir mais uma vez, chegando a 16 a 12. No final da parcial, administrou a vantagem e marcou 25 a 18.

Sheilla foi a maior pontuadora do confronto contra Cuba, com 19 bolas no chão
Divulgação/FIVB
Sheilla foi a maior pontuadora do confronto contra Cuba, com 19 bolas no chão

Na terceira parcial, liderança brasileira do começo ao fim. Cuba seguiu dando pontos de graça e o Brasil só foi se distanciando, primeiro com 8 a 5, e depois, 16 a 12. No final, com mais um erro, agora de saque de Cuba, a seleção brasileira virou o jogo com 25 a 19 no placar.

Equilíbrio no quarto set, com Brasil na frente no primeiro tempo com 8 a 7 no marcador. Porém, com passagem de Santos pelo saque, Cuba vira e dispara, marcando 16 a 11. Zé Roberto mexeu no time, colocou Fernandinha no lugar de Fabíola no levantamento e o Brasil desencantou. Também uma sequência, agora com Sheilla no saque, virou em 18 a 17. De novo no saque de Santos, Cuba chegou ao set point no 24 a 22. Brasil ainda se segurou no serviço de Tandara, que havia acabado de entrar, mas perdeu por 26 a 24. 

No tie-break, o quinto em sete jogos disputados até aqui no Grand Prix, o Brasil começou melhor e logo abriu 8 a 2. Com bloqueio de Thaísa, seleção marcou 14 a 7. E no erro de saque cubano, o time de Zé Roberto fechou o set em 15 a 8 e o jogo em 3 sets a 2.