Tamanho do texto

Seleção demora a se concentrar em São Bernardo, mas cresce depois de entrada de Mari na ponta e bate a Alemanha de virada

De virada e com um pouco de sofrimento, a seleção feminina estreou com vitória na etapa brasileira do Grand Prix, nesta sexta-feira, em São Bernardo. A equipe dirigida por Zé Roberto derrotou a Alemanha por 3 sets a 1, com parciais de 15/28, 25/14, 25/18 e 26 a 24, e manteve a invencibilidade na competição usada de laboratório para a escolha das 12 jogadoras para as Olimpíadas.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores 

Jaqueline ataca para o Brasil na vitória sobre a Alemanha
Futura Press
Jaqueline ataca para o Brasil na vitória sobre a Alemanha

O resultado deixa o Brasil tranquilo em termos de classificação para a fase final, com quatro vitórias e nenhuma derrota. Neste sábado, já há um novo confronto diante da Itália, às 20h30, oponente que superou na semana passada na Polônia e que veio desfalcada de três titulares para o Brasil.

Leia mais:  Brasil vence Canadá de virada e segue na liderança na Liga Mundial

Com a formação considerada titular em quadra, Zé Roberto utilizou Mari em um momento difícil para a seleção na partida. E a mexida surtiu um efeito positivo. O que chamou a atenção foi que a atleta se alternou na posição de oposta, na primeira vez que entrou em quadra, e de ponteira na maior parte do tempo. Paula Pequeno terminou o duelo no banco de reservas.

A levantadora Fernandinha também recebeu uma chance durante os sets. Quem também ficou em quadra mais do que o comum foi a meio-de-rede Adenizia, que substituiu a capitã Fabiana e deu conta do recado. A tendência, no que depender dos discursos do treinador, é que os testes prossigam neste fim de semana.

Em um jogo em que não existiu regularidade ambas as partes, a seleção se destacou nos bloqueios, com 10. A maior pontuadora foi Sheilla, que terminou com 19 pontos.

A ponteira Paula Pequeno corta para o Brasil pelo Grand Prix 2012
Futura Press
A ponteira Paula Pequeno corta para o Brasil pelo Grand Prix 2012

O jogo
Fora dos Jogos Olímpicos, as alemãs dominaram o primeiro set e não perderam a liderança em nenhum instante. Pelo contrário. Abriram 4 a 0 após uma sequência de erros e um certo nervosismo da seleção, indo para a primeira parada com 8 a 5 de vantagem.

Zé Roberto tentou reanimar as jogadoras e, após uma boa passagem no saque de Jaqueline, as brasileiras empataram em 13 a 13. Mas as adversárias mantiveram a tranquilidade, voltaram a abrir vantagem e nem a breve entrada da levantadora Fernandinha e da oposta Mari, agora em nova função, fizeram a diferença no placar. Com quatro bloqueios e dois aces, a Alemanha fechou em 25 a 18 depois dois erros de recepção de Paula Pequeno.

A história da primeira parcial se repetiu no início da segunda, com as visitantes fazendo os quatro primeiros pontos e obrigando Zé Roberto a pedir tempo. O que mudou foi a agressividade da seleção, que engatou uma série de pontos com Sheilla no saque. O fundamento desmontou a recepção das alemãs e o Brasil abriu foi para o segundo intervalo com uma vantagem de 16 a 12. O bloqueio também virou uma arma importante, permitindo que as brasileiras fechassem em 25 a 14 com um novo show de bons saques – foram quatro sem defesa no set -, desta vez de Thaisa.

A instabilidade define o terceiro set da seleção, que intercalou bons ataques com erros. O grande destaque veio do banco de reservas. Após a Alemanha se aproximar no placar após o segundo tempo técnico, ao ficar dois pontos atrás, o técnico da seleção colocou Mari no lugar de Paula Pequeno, desta vez de ponteira. A estratégia deu certo, tanto que as vice-campeãs olímpicas se desgarara no placar, concluindo a vitória na parcial por 25 a 18 com um ataque da meio-de-rede Thaisa.

O time verde e amarelo seguiu irregular na sequência do jogo, motivando que Zé Roberto fizesse novas modificações. Com o placar de 15 a 13 a favor das alemãs, ele lançou Adenizia na vaga de Fabiana. A novata trouxe um novo ânimo e as equipes se alternaram na frente do placar no set mais equilibrado do confronto. Em um fim emocionante, a vitória veio com o placar de 26 a 24.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.