iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

31/10 - 11:14

Itália, Rússia e Coreia também garantem vaga. Musa Piccinini estreia

Também conquistando a terceira vitória em três jogos neste domingo, Rússia e Coreia do Sul se classificaram por antecipação no grupo D

Gazeta Esportiva

Não foi somente o Brasil quem garantiu um lugar na segunda fase do Mundial de vôlei feminino. Também conquistando a terceira vitória em três jogos neste domingo, Rússia e Coreia do Sul se classificaram por antecipação no grupo D.

Atual campeã mundial, a Rússia desta vez não precisou virar uma partida para garantir os dois pontos. Diante da fraquíssima seleção do Canadá, a equipe de Gamova e Sokolova não teve o menor problema para fazer 25/13, 25/16 e 25/21.

Já as sul-coreanas impuseram outra derrota à China, que já haviam caído na estreia ante a Turquia: 25/22, 25/23 e 25/23. As turcas, por sua vez, se recuperaram do revés contra as russas batendo a República Dominicana, equipe que é comandada pelo brasileiro Marcos Kwiek, ex-assistente de José Roberto Guimarães. As europeias triunfaram no tie-break, com placar de 25/20, 25/14, 23/25, 23/25 e 17/15.

Pelo grupo B, o mesmo do Brasil, a musa italiana Francesca Piccinini finalmente fez sua estreia depois de perder as duas primeiras partidas devido a um problema muscular. A ponteira, porém, atuou pouco no segundo e no terceiro set e não chegou a fazer pontos na vitória sobre o Quênia por 25/09, 25/07 e 25/21, que assegurou a vaga da Azzurra. Já a República Tcheca derrotou Porto Rico por 25/14, 25/14 e 25/17.

Na chave C, Cuba ganhou a primeira, mas foi no sufoco. Derrotadas por Croácia e Alemanha, as caribenhas precisaram do tie-break para bater o Cazaquistão: 20/25, 25/15, 27/25, 23/25 e 125/10. Um dos favoritos ao título, os Estados Unidos superaram as alemãs por 25/23, 26/24 e 25/17, enquanto a Tailândia derrotou as croatas por 25/15, 25/14 e 25/17.

Por fim, no grupo A, as donas da casa seguem invictas depois de venceram a Argélia por 25/18, 25/07 e 25/14. Quem também ainda não perdeu é a Sérvia, que desta vez despachou as peruanas por 25/21, 16/25, 25/21 e 25/18. A Polônia, por sua vez, não teve problemas para fazer 25/14, 25/12 e 25/16 em cima da Costa Rica.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias