iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

30/10 - 04:15

Com altos e baixos, Brasil vence a República Tcheca no Mundial feminino
Seleção sofreu com erros na recepção, mas conseguiu a segunda vitória no torneio no Japão, por 3 sets a 2

Aretha Martins, iG São Paulo

A seleção brasileira feminina de vôlei teve trabalho, mas venceu a República Tcheca na segunda partida no Campeonato Mundial, em Hamamatsu, no Japão. Depois de ficar duas vezes atrás do placar, o Brasil buscou o jogo e bateu as europeias por 3 sets a 2, com parciais de 22/25, 25/22, 23/25, 25/20 e 15/09.

Depois de poupar jogadoras na estreia, Zé Roberto escalou o time titular do Brasil para a partida desta madrugada. Natália, que estava com dores no ombro direito, e Sheilla voltaram ao time. O elenco ainda contou com Dani Lins, Fabiana, Thaísa, Jaqueline a líbero Fabi. Adenízia, que teve uma lesão no ligamento no primeiro treino brasileiro em Hamamastu, também entrou no terceiro set.

Apesar da força máxima, a seleção sofreu com erros de recepção, principalmente no começo do jogo. Do outro lado, as tchecas forçaram no ataque e chegaram bem nas bolas na defesa. Mais altas, elas usaram a central Pastulova e atacante Havlickova para pontuar.

As brasileiras ainda foram inconstantes, mas cresceram no momento decisivo. Depois de perderem o primeiro set, tiveram o melhor momento na segunda parcial, quando a defesa ficou alerta, os contra-ataques entraram e o Brasil realmente jogou solto e com volume. Na sequência, novos erros no passe e vantagem das tchecas. Já no quarto set, foi o momento de o saque brasileiro entrar. Com três aces, o Brasil deu o troco e quebrou o passe das tchecas, levando a partida para o tie-break. Na decisão, o saque seguiu entrando e Sheilla, a principal atacante do Brasil, virou bem e ajudou o time a vencer em Hamamatsu.

Com 27 bolas no chão, Sheilla foi a maior pontuadora da partida. ela marcou 23 pontos no ataque e quatro no bloqueio. Do lado europeu, Aneta Havlickova foi o destaque, com 25 acertos (23 ataques e dois bloqueios). O Brasil ainda marcou 18 pontos no bloqueio, contra 17 das tchecas e seis aces, contra cinco das rivais.

O Brasil volta para quadra na manhã deste domingo, às 7h (horário de Brasília) e encara a Holanda. O iG acompanha a partida em tempo real.

Divulgação
Brasileiras se unem durante pedido de tempo

O jogo
Depois de uma estreia fácil contra o Quênia, o Brasil encontrou mais resistência nesta madrugada. As tchecas, aproveitando-se dos erros de passe do Brasil, sairam na frente e abriram 8 a 5 no primeiro tempo técnico. A seleção brasileira se recuperou e encostou com dois ataques de Jaqueline. Depois, a virada veio no 15 a 14, mas logo as europeia deram o troco e recuperaram a ponta na segunda parada técnica.

Na volta ao jogo, o Brasil abriu dois pontos (18 a 16) com uma bola de Jaqueline que caiu depois de um rali. Mas o momento era mesmo da República Tcheca. Na passagem de saque da capitã Plchotova, o passe nacional voltou a falhar e as europeias viraram e abriram 24 a 21. No ataque de meio de Pastulova, as tchecas fecharam em 25 a 22.

Divulgação
Jaqueline faz defesa contra as tchecas. Brasil sofreu com passe nesta madrugada

No segundo set, a República Tcheca saiu na frente, mais uma vez com passes errados do Brasil. Entretanto, a seleção logo se recuperou. Aproveitando-se dos contra-ataques, o time nacional marcou quatro pontos em sequência, abriu no marcador e chegou à primeira parada técnica no 8 a 4.

Na sequência, mais domínio nacional. Mais alerta na cobertura e com presença no bloqueio, a diferença chegou a 11 a 4. O Brasil se mostrou ligado no jogo e com belas defesas e duas conclusões de Sheilla e um bloqueio de Thaísa, fez 16 a 7. As tchecas não desistiram e diminuíram com ace de Muhlsteinova e bloqueio em Natália. Com erros de armação, o Brasil viu as tchecas forçarem no ataque e crescerem, marcando cinco pontos seguidos e encostando no 20 a 19. As brasileiras reagiram e chegaram o set point no ataque de Jaqueline. Thaísa errou uma bola de cheque, mas recebeu na sequência e fechou no ataque de meio, devolvendo os 25 a 22 do primeiro set.

O terceiro set lembrou o primeiro, com erros de passe do Brasil e as tchecas se aproveitando. O Brasil ainda encostou com bloqueio simples de Jaqueline na central Pastulova, mas chegou ao tempo atrás, com 6 a 8. Sofrendo sem passe, as tchecas seguiram bem, com destaque para o saque de Barbokova, marcando e bloqueando e abriram 13 a 9. A seleção ainda tirou um ponto, mas chegou ao segundo tempo ainda atrás, no 13 a 16. 

Para tentar arrumar o time, Zé Roberto trocou as centrais, tirando Thaísa e colocando Adenízia, e as levantadoras, Dani Lins por Fabíola. No set, Natália já tinha dado lugar a Sassá na ponta. O Brasil fez 16 a 18 no bloqueio de Adenízia, mas viu as tchecas abrirem mais uma vez na parte final usando a bloqueio de Sassá, jogadora mais baixa na rede nacional, com 1,79m, e contando com os pontos de Havlickova (21 a 17). Natalia voltou para quadra e com ponto de bloqueio ainda encostou (24 a 23), mas as tchecas fecharam no ataque em 25 a 23 e voltaram a liderar o placar da partida.

No quarto set, Zé Roberto manteve a troca de levantadoras, com Fabíola em quadra. Além de Natália, Thaísa voltou para a partida. Pastuloa pegou Natália no bloqueio e fez 5 a 4, mas o Brasil emplacou uma boa sequência e virou, indo para o tempo com 8 a 5 no marcador. O Brasil conseguiu dois aces, com Fabiana e Fabíola e marcou 14 a 9. Mas as tchecas, explorando a marcação do bloqueio nacional, diminuiram e o jogo chegou ao segundo tempo técnico no 16 a 13.

Com contra-ataque, Fabiana marcou ponto de "China" e o Brasil abriu 18 a 14. Depois, com um bloqueio em Jaqueline e um erro da ponteira, as tchecas encostaram em 19 a 18. Mas o  saque do Brasil entrou, com outro ace de Fabíola e, com belo ataque de Sheilla, a seleção brasileira venceu o set em 25 a 20, levando a partida para o tie-break.

Na etapa decisiva, o Brasil abriu 3 a 1, com ataque de Natália. Mas as tchecas empataram bloqueando Jaqueline em um ataque do fundo. Natália foi para o saque, marcou um ace e a seleção recuperou a liderança (6 a 4). O time nacional manteve o bom momento e abriu com bloqueio de Thaísa e ataque de Sheilla, chegando a 10 a 7. No ataque para fora de Havelkova, a vantagem nacional chegou a 13 a 9. E no bloqueio triplo, Brasil marcou 15 a 9 e fechou o jogo.


Leia mais sobre: vôlei seleção feminina Campeonato Mundial República Tcheca Sheilla

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Divulgação

nataia_mundial_volei_brasil_rep_tcheca

Natália
Atacante de ponta foi poupada na partida de estreia, mas jogou como titular nesta madrugada

Topo
Contador de notícias