iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

26/10 - 16:08

Jogadores apostam em equilíbrio e dividem opinião sobre favoritos para a Superliga 2010/2011
Próxima edição do torneio nacional começa no dia 6 de novembro, com dois jogos

Aretha Martins, iG São Paulo

A Superliga 2010/2011 está pronta para começar. BMG/Montes Claros x Santo André/Spread e Soya/Blumenau x Volta Redonda abrem os duelos pelo título nacional no dia 6 de novembro. Com mudança nas equipes, o equilíbrio será a tônica do próximo torneio.

A atual campeã Cimed, por exemplo, perdeu Lucão e Mario Jr para o Vôlei Futuro, que ainda se reforçou com Ricardinho e Leandro Vissotto. O Vivo/Minas contratou o levantador Marlon e o central norte-americano Russel Holmes. O Pinheiros/Sky manteve os olímpicos Giba, Gustavo, Rodrigão e Marcelinho e ainda conta com revelações como Tuba e Maurício.

“A renovação é normal porque os contratos são de um ano. Temos que nos adaptar constantemente às mudanças e isso vai dar um equilíbrio ainda maior entre as equipes”, afirma Marlon. "Ano passado já deu para ver mais equilíbrio, esse ano mais ainda. Isso é bom para os times porque a gente não pode perder nem para o 12º colocado", avalia Giba. “Se a Superliga do ano passado já prometia, essa deve ser ainda melhor. Não sei nem apontar um favorito”, comenta Filipe, que trocou o Sesi pelo Sada/Cruzeiro nesta temporada.

Outros atletas, entretanto, apostam em poucas mudanças dentro da quadra. “As características de cada time continuam as mesmas. Mudam os jogadores, mas não muda o padrão de jogo”, diz o líbero Serginho, que voltou a jogar nas últimas semanas depois de meses parado por conta de cirurgia na coluna.

Já o central Rodrigão, do Pinheiros/Sky, não teme apontar os mais fortes candidatos ao título. “O campeonato neste ano vai ser mais forte do que no ano passado e também estamos fortes. Mas o Sesi e o Vôlei Futuro se reforçaram bastante e, ao lado da Cimed, que manteve a base, são os times a serem batidos”, analisa. Mas ele não se intimida. “Nosso objetivo é sempre melhorar. No ano passado ficamos em terceiro e agora vamos para chegar à final”, fala o jogador.

Homenagens aos campeões
A apresentação da próxima edição da Superliga, na tarde desta terça-feira, teve homenagens aos campeões olímpicos. Os jogadores que estavam na seleção brasileira na conquista do Mundial, na Itália, ganharam troféus. Depois, todos os brasileiros com títulos mundiais, em 2002, 2006 e 2010, foram convidados ao palco para fotos.

O ministro dos Esportes participou da solenidade e ressaltou a importância do vôlei para o Brasil, que recebe as Olimpíadas de 2016. "Nós estamos dando perspectivas aos atletas. O voleibol é uma modalidade que demonstra que é possível fazer bons atletas", disse o ministro.

O presidente da Confederação Brasileira de Vôlei Ari Graça também discursou e desejou uma ótima Superliga a todos os participantes.

Quem estará em quadra
Ao todo, 15 times de seis estados brasileiros estarão em quadra na disputa pelo título da 17ª edição da Superliga: BMG/São Bernardo, Medley/Campinas, Pinheiros/Sky, Santo André, São Caetano/Tamoyo, Sesi-SP e Vôlei Futuro, de São Paulo; Soya/Blumenau e Cimed, de Santa Catarina; BMG/Montes Claros, Sada Cruzeiro Vôlei e Vivo/Minas , de Minas Gerais; Fátima/Medquímica/Sogipa, do Rio Grande do Sul; Londrina/Sercomtel, do Paraná; e Volta Redonda, do Rio de Janeiro.

Onze dos 14 tricampeões mundiais com a seleção brasileira jogarão a competição. A partir de novembro, Bruninho (Cimed), Marlon (Vivo/Minas), Leandro Vissotto (Vôlei Futuro), Giba (Pinheiros/Sky), Murilo (Sesi-SP), João Paulo Tavares (Cimed), Rodrigão (Pinheiros/Sky), Sidão (Sesi-SP), Lucão (Vôlei Futuro), Mário Jr. (Vôlei Futuro) e Alan (Londrina/Sercomtel) estarão em quadra com as camisas de seus clubes.

A temporada 2010/2011 terá início com o jogo entre o Soya/Blumenau/Martiplus (SC) e o Volta Redonda (RJ), às 19 horas, no Olympico Club, em Belo Horizonte, em 6 de novembro. Ainda no primeiro dia, o BMG/Montes Claros (MG) receberá o Santo André/Spread (SP), no Ginásio Tancredo Neves, às 19h30.

O atual campeão Cimed, que acumula quatro títulos nos últimos anos, fará sua estreia contra o Fátima/Medquímica/Sogipa no dia 8 de novembro, às 18h30, no Ginásio Capoeirão.

Assim como no último ano, as equipes jogarão em sistema de turno e returno na fase classificatória. Os oito times mais bem classificados passarão para as quartas de final, que serão disputadas em série melhor de três partidas. O mesmo sistema será usado nas semifinais. A final será disputada em jogo único, em abril, em Minas Gerais.

Já a edição feminina da Superliga começa no dia 27 de novembro e será lançada depois do Campeonato Mundial para as mulheres, torneio no qual a seleção brasileira busca o título inédito.

*com Agência Estado


Leia mais sobre: Superliga vôlei

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias