iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

27/02 - 13:53

Sesi vira contra Cimed e ganha sétimo jogo consecutivo

Time comandado por Giovane venceu o Cimed por 3 sets a 1 e alcança a terceira posição do nacional

Gazeta Esportiva

O Sesi-SP conquistou sua sétima vitória consecutiva na manhã deste sábado. O time comandado pelo técnico Giovane Gávio virou o jogo para cima da Cimed/Malwee em plena cidade de Florianópolis para vencer por 3 sets a 1, com parciais de 20/25, 25/20, 25/16 e 25/15.

Com o triunfo conquistado em Santa Catarina, o Sesi alcança a terceira posição do campeonato nacional de maneira temporária. A Cimed, por sua vez, segue no segundo lugar da tabela de classificação, agora um pouco mais distante do líder Sada Cruzeiro.

Com 14 acertos cada um, o ponteiro Murilo e o meio de rede Thiago Barth, do Sesi, foram os maiores pontuadores do confronto. A equipe visitante dominou completamente o quesito diante dos atuais campeões, já que Sidão e Léo anotaram mais 13 pontos cada um. Invicto no segundo turno, o time paulista sofreu no primeiro.

"Passamos por momentos bem complicados no final do primeiro turno. A equipe é experiente e refletiu bastante sobre isso. Treinamos muito e o resultado vem sendo alcançado. Passamos a jogar muito bem no segundo turno e, hoje, conseguimos mais essa vitória importante", afirma o técnico Giovane Gávio.

Para o treinador, um ponto fundamental para a vitória foi anular o bloqueio dos catarinenses. "Além disso, após o primeiro set, onde fomos derrotados, equilibramos nossa recepção. Com isso, e com o Jotinha distribuindo muito bem as bolas, chegamos até o resultado positivo", completou Giovane.

Após ver a Cimed realizar um bom primeiro set, baseado em bloqueios e saques consistente, o Sesi inverteu o jogo e seus meios-de-rede passaram a assombrar os atacantes do time catarinense. Com um saque tático eficiente, a equipe paulista viu o caminho para a vitória aberto.

"Passamos por muitas dificuldades no primeiro turno e, contra a Cimed/Malwee, perdemos em casa. Entramos muito concentrados. Estávamos cientes de que precisávamos de um saque bem feito e acabou acontecendo. Perdemos o primeiro set, mas não deixamos cair o ritmo. O serviço entrou e facilitou a vida para os bloqueadores", disse Sidão.

Já o oposto Bob admitiu o rendimento abaixo do esperado da Cimed. "Estivemos longe de jogar como estamos acostumados. Não fizemos um bom jogo e sabemos disso. Sofremos com a marcação forte do bloqueio do Sesi e não conseguimos reagir. Isso não pode acontecer, mas serve como aprendizado. É seguir em frente, corrigindo os erros", disse.


Leia mais sobre: Cimed/Malwee Sesi-SP Superliga Masculina

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias