iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

13/08 - 15:34

Bernardinho admite volta do favoritismo, mas prega respeito
"É importante não cair na armadilha de se achar imbatível", afirmou o treinador

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Mesmo com um time renovado, o Brasil conquistou o título da Liga Mundial. O técnico Bernardinho admite que sua seleção recuperou a condição de favorita, mas prega respeito aos adversários do Campeonato Sul-Americano, com início previsto para o próximo sábado, na Colômbia.

"Eu disse na coletiva de imprensa, no início das finais da Liga Mundial, que era a primeira vez que não chegávamos como favoritos nos últimos anos. Agora, depois da vitória lá na Sérvia, voltamos a essa condição. É importante não cair na armadilha de se achar imbatível", afirmou o treinador.

A seleção brasileira chegou a Bogotá nesta quinta-feira. "Temos uma hegemonia na competição e tentaremos mantê-la. É muito importante para nós conquistarmos o título e uma vaga para a Copa dos Campeões, onde esse grupo poderá ser testado novamente contra os melhores do mundo", acrescentou Bernardinho.

Ao falar sobre os adversários, ele classificou o time anfitrião como um dos principais rivais. "A Colômbia joga em casa, acostumada com o clima e a altitude. Eles ainda contam com um oposto, que joga na Grécia, e é aquele jogador que ataca bem e marca muitos pontos. Precisamos ter cuidado com ele", afirmou.

O treinador do time brasileiro ainda citou mais dois adversários que podem oferecer algum perigo. "A Venezuela e a Argentina têm equipes fortes e já sabemos disso. Jogamos contra eles na Liga Mundial e sabemos que não podemos facilitar", disse Bernardinho.

O capitão Giba também citou Venezuela e Argentina, além de lembrar da chance de jogar a Copa dos Campões. "É bom estar numa competição onde o treinador pode fazer testes na equipe. Além disso, devido à altitude, podemos ainda trabalhar a respiração. Só temos que tomar cuidado antes com os adversários", afirmou.

O torneio começa no sábado, mas o Brasil estreia apenas às 19h (de Brasília) deste domingo, contra o Peru. Em sistema de todos contra todos, sete equipes brigam pelo título e pela classificação para a Copa dos Campeões, marcada para novembro, no Japão. O time que somar mais pontos assegura o troféu e a vaga.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias