iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

26/07 - 17:37

Brasil resiste à pressão, vence a Sérvia e conquista oitava Liga

Vitória na final da Liga Mundia faz os comandados de Bernardinho igualarem o recorde da Itália de oito títulos

Redação iG Esporte e Gazeta Esportiva

BELGRADO (Sérvia) - O Brasil não começou bem a partida contra a Sérvia na final da Liga Mundial 2009, mas conseguiu se recuperar no jogo e venceu por 3 sets a 2 (22/25, 25/23, 25/22, 23/25 e 15/12), em Belgrado e faturou seu oitavo título da competição, igualando o recorde da Itália.

Depois de perder o primeiro set, a seleção se recuperou e venceu as duas parciais seguintes. Porém, quando tinha tudo para fechar a partida, foi derrotada no quarto set e precisou superar um tie break nervoso para conquistar o título.

AFP
AFP


O Jogo (confira como foi a partida ponto a ponto no Placar iG)
O primeiro set da partida foi marcado pela atenção da equipe sérvia, que defendeu com muita eficiência, e pelos erros da seleção brasileira. No início da parcial, a Sérvia abriu logo três pontos de vantagem (5 a 2), se beneficiando das falhas no saque e bloqueio brasileiros. O Brasil chegou a se recuperar e ficou apenas um tento atrás no placar, mas com um bom bloqueio, a Sérvia abriu 20 a 18 em um momento importante da parcial e conduziu o jogo para fechar em 25 a 22.

No início do segundo set os comandados de Bernardinho mostraram que não estavam dispostos a deixar o título escapar. Jogando de forma mais agressiva e com mais segurança no saque, o Brasil tomou a liderança do set e chegou a estar três pontos à frente no placar (10 a 7).

Apesar da melhora do saque, a seleção ainda tinha dificuldades para encaixar o bloqueio. Com isso, a Sérvia correu atrás e conseguiu encostar no placar. Em uma atitude arriscada, Bernardinho colocou Rodrigão que estava lesionado, para sacar. A tática deu certo e depois de um rali a seleção brasileira chegou ao set point com um bom bloqueio. No final das contas, 25/23 para o Brasil.

No terceiro set o Brasil começou muito bem e conseguiu abrir vantagem sem grandes dificuldades: 3 a 0. Quando a primeira parada técnica foi realizada, o Brasil já vencia por 8 a 4. A seleção começou a colher os frutos do bom saque na parcial e o bloqueio, que até então não havia funcionado com eficiência, começou a ser importante.

A vantagem brasileira aumentou ainda mais, chegando a oito pontos no meio da parcial. Muito à frente do placar, a seleção brasileira diminuiu muito o ritmo e viu os donos da casa diminuírem a vantagem para dois pontos.  Mesmo assim, o Brasil fechou o terceiro set com 25 a 22.

O quarto set foi típico de uma decisão entre duas das melhores seleções do mundo. As duas equipes se alternaram na liderança ao longo de toda a parcial. Além da dificuldade natural da partida, os erros da arbitragem começaram a irritar os jogadores brasileiros. Quando o set estava empatado em 20 a 20, o Brasil acertou o bloqueio a bola bateu claramente no sérvio Miljkovic e foi para fora. O árbitro principal, holandês Frans Loderus marcou ponto para os donos da casa.

Diante do erro da arbitragem, o delegado da Federação Internacional de Vôlei interveio e depois de longa conversa com o holandês o ponto em questão foi para o Brasil. Apesar de ter tomado a vantagem no placar neste lance, a seleção brasileira acabou derrotada por 25 a 23.

O tie break começou nervoso. Com um ataque certeiro e um bom bloqueio, a seleção abriu 2 a 0. O time da Sérvia não se abateu e mostrou porque chegou à final: marcou três pontos seguidos e virou o placar na parcial decisiva. Os donos da casa se beneficiaram pela falta de concentração do time brasileiro, ainda abatido pela derrota no quarto set, e aumentou a vantagem.

Quando tudo parecia a favor dos sérvios, o Brasil iniciou uma reação impressionante: saiu de uma desvantagem de 5 a 8 para marcar 12 a 10. Com um ataque de Giba o Brasil venceu o tie break pro 15 a 12.


Leia mais sobre: Bernardinho Liga Mundial Brasil

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Brasil exibe cheque de premiação

Seleção Brasileira de Vôlei
Mesmo reformulada, equipe venceu os donos da casa e empatou em conquista com a Itália

Topo
Contador de notícias