iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Vôlei

25/05/2009 - 17:06

"Conheci os jogadores e a comissão técnica no elevador", afirma atacante do Sesi-SP
O time se reuniu pela primeira vez na noite de domingo, em um hotel em São Paulo, para um jantar

Por Aretha Martins, do iG Esporte

SÃO PAULO – Time novo, caras novas, gente que mal se conhece. A equipe de vôlei masculino adulta do Sesi, apresentada na manhã desta segunda-feira, seguiu à risca todas as características de um elenco que acabou de se formar.

Foram menos de duas semanas de negociações entre a extinção do Unisul, a apresentação de Giovane Gavio como técnico do novo time de São Paulo e a formação da equipe do Sesi. Jogadores como Daniel, Gustavão, Jotinha e Thiago Barth já estavam com um pré-contrato com o antigo time catarinense e apenas formalizaram com o elenco paulista. Já Anderson havia garantido que permaneceria ao lado de Giovane. “Quando acabou o time de Joinville, eu disse para o Giovane: ‘para onde você for, eu vou contigo. Gostei de trabalhar com você e quero continuar’”, explicou Anderson.

Outros jogadores, porém, foram pegos de surpresa. “Foi uma loucura. Eu estava no meio de uma viagem pelos Estados Unidos com a minha família e me ligaram e ainda falaram que eu precisava dar a minha resposta do mesmo dia. Uma correria”, lembrou o ponteiro Filipe.

A correria continuou para reunir o Sesi pela primeira vez. Segundo Filipe, todos os jogadores deveriam se apresentar na noite de domingo em um hotel em São Paulo para um jantar e uma reunião, que deveria ter acontecido às 21 horas. “Como sempre, atrasou, e a reunião nem aconteceu. O último que chegou foi o Anderson, que apareceu umas 22h30”, contou rindo o jogador.

E os atletas ainda não se conheciam pessoalmente. “Cheguei ao quarto e encontrei o Diego, que iria ficar comigo. Conheci os outros jogadores e a comissão técnica no elevador”,  falou Filipe. “Depois, todo mundo desceu, foi para o jantar e fizemos uma mesa enorme no salão para todos os jogadores”, continuou.

O time do Sesi também é o reencontro de alguns velhos conhecidos. “Sabia quem eram os atletas de nome por acompanhar os jogos aqui no Brasil. Mas vou voltar a jogar com Danielzinho, com quem atuei no juvenil, antes de sair do Brasil”, lembrou Chupita, que ficou quatro temporadas na Itália e duas no Japão e agora está de volta ao País. “A gente se conheceu ontem, mas já deu para sentir um clima de amizade”, disse.


Leia mais sobre: vôlei Sesi Filipe Anderson Chupita

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias