Tamanho do texto

Larri Passos e outros dois treinadores foram dispensados depois de o jogador acumular maus resultados nas quadras rápidas

AP
Nos últimos cinco anos, quatro treinadores já foram dispensados pelo brasileiro Thomaz Bellucci
A queda de rendimento de Thomaz Bellucci no segundo semestre, quando são disputados os torneios em quadras rápidas, costuma ser fatal para quem treina o tenista brasileiro. E não foi diferente com o badalado Larri Passos .

Perto de completar 24 anos, o jogador teve quatro treinadores nos últimos cinco anos. Apenas Leandro Afini, que o acompanhava desde o juvenil, não foi dispensado por maus resultados. Larri, João Zwetsch e Leonardo Azevedo perderam o cargo depois que Bellucci foi mal nos torneios de julho a outubro.

Leia mais: Paulo Cleto comenta no blog o fim da parceria entre Bellucci e Larri

Ao lado de Larri, que foi contratado no final de dezembro do ano passado, Bellucci somou 20 vitórias e 15 derrotas no primeiro semestre de 2011. De julho até a última segunda-feira, foram cinco vitórias e dez derrotas. Sem contar jogos pela Copa Davis, o brasileiro perdeu em seis estreias seguidas. Atual 39º do mundo e melhor tenista do Brasil depois de Gustavo Kuerten, Bellucci contratou justamente aquele que levou Guga ao topo do ranking mundial . Porém, toda a expectativa de alcançar o Top-10 não se confirmou e Bellucci anunciou o fim da parceria com Larri na quarta-feira.

Antes de contratar Larri, Bellucci trabalhou por dois anos com João Zwetsch, capitão da Copa Davis. Em 2009, veio o primeiro título da ATP, o de Gstaad, na Suíça, no piso de saibro. Ao final da temporada, o tenista acumulava 48 vitórias e 27 derrotas. Vale ressaltar que, nesse ano, Bellucci ainda jogava torneios da série Challenger, que reúne jogadores não tão bem ranqueados.

No ano seguinte, em 2010, Bellucci alcançou sua melhor posição no ranking - o 21º lugar -, também conquistou o segundo título de ATP, no saibro de Santiago, no Chile. Mas a temporada que vinha bem degringolou e, no segundo semestre, foram apenas seis vitórias em 16 jogos. Com a justificativa de que a relação havia se desgastado, Bellucci dispensou Zwetsch .

O mesmo discurso tinha sido usado ao final de 2008, quando o tenista encerrou o compromisso com Leonardo Azevedo. Foram 43 vitórias e 25 derrotas na temporada, mas, de novo, o desempenho no segundo semestre pesou. Apenas quatro vitórias em 16 jogos. Nem os quatro títulos de Challenger, todos no saibro e na primeira parte da temporada, salvaram o treinador.

Dificuldade na quadra rápida

A partir de julho, começam os torneios em piso de quadra dura e, meses depois, os em quadra coberta, no carpete, superfície ainda mais rápida. Jogador de saibro, o canhoto Bellucci tem um saldo na carreira de 36 vitórias e 57 derrotas nesses dois tipos de piso rápido, segundo estatística da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais). Na terra batida, são 162 vitórias e 97 derrotas.

Veja também: brasileiro já acumulou quase US$ 2 milhões em prêmios

Bellucci ganhou projeção em 2007, aos 19 anos, quando venceu seu primeiro torneio da série Future e alcançou duas finais de Challenger. De 583º do mundo, passou para 202º. Treinando com Leandro Afini desde o juvenil, decidiu apostar em um técnico mais experiente. Veio Leonardo Azevedo, que foi sucedido por Zwetsch, que deu lugar a Larri, que perdeu o cargo.

Bellucci tem mais um compromisso em 2011, o ATP Challenger Tour Finals, na semana que vem, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. O torneio reúne os sete melhores jogadores dessa série e um convidado, no caso Bellucci. O brasileiro disse que, após o torneio, vai tirar férias, para então escolher o novo treinador. Com 25 vitórias e 25 derrotas em 2011, Bellucci pode evitar um final de ano ainda pior. Desde 2005 ele não termina uma temporada com mais derrotas do que vitórias em torneios da ATP. Naquele ano, aos 17, ainda juvenil, jogou alguns torneios Futures e somou nove vitórias e 12 derrotas.

Veja os números de Bellucci com seus três últimos treinadores:

Treinador Temporada Vitórias Derrotas Vitórias no 2º semestre Derrotas no 2º semestre
Leonardo Azevedo 2008 43 25 4 12
João Zwetsch 2009 48 27 24 8
João Zwetsch 2010 40 26 6 10
Larri Passos 2011 25 25 5 10