Tamanho do texto

Tenista espanhol tem boas recordações da capital francesa. Lá, venceu cinco edições de Roland Garros, em 2005, 2006, 2007, 2008 e 2010

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861559287&_c_=MiGComponente_C

Vivendo um ótimo ano após voltar a ser o líder do ranking mundial, o espanhol Rafael Nadal decidiu não competir em um torneio que ainda não venceu na carreira, o Masters 1000 de Paris. Com uma lesão leve no ombro, o atleta preferiu se poupar visando o final da atual temporada e o início da próxima, mas não escondeu a decepção por não ir à França nesta semana.

"Paris é uma das minhas cidades preferidas, e foi difícil tomar a decisão de não atuar. Se eu jogasse lesionado aqui, seria muito difícil ir a Londres", contou, revelando ter sido aconselhado pelos médicos a cuidar da tendinite e se resguardar para o ATP Finals, torneio britânico que considera "provavelmente o mais difícil de ganhar no ano".

O espanhol tem boas recordações de Paris. Lá ele venceu cinco edições do Torneio de Roland Garros, disputado no saibro (faturou a taça em 2005, 2006, 2007, 2008 e 2010). No entanto, o Masters 1000 local ele nunca conseguiu vencer, e nem mesmo ir à final, caindo na semifinal em 2009.

Esquecendo, então, a ausência na França, Nadal projetou a disputa do torneio londrino, que também nunca conseguiu vencer. "Posso dizer que estarei com uma motivação especial, e farei todo o possível para jogar bem. Para mim é uma meta melhorar minha imagem da competição de 2009, e estou centrado nisso", contou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.