Tamanho do texto

Tenista escocês garantiu seu 21º título no circuito ATP e desbancou o suíço Roger Federer no ranking

Getty Images
Andy Murray comemora o título conquistado em Xangai
O escocês Andy Murray venceu neste domingo e se sagrou campeão do torneio de tênis de Xangai, penúltimo Masters 1000 da temporada. O tenista escocês superou o espanhol David Ferrer por 7-5 e 6-4 e tirou o suíço Roger Federer da terceira posição do ranking ATP.

Federer, de 30 anos e ex-número um, não competiu em Xangai para se recuperar da sobrecarga de partidas e de uma pequena lesão. Na segunda-feira passará para a quarta posição, sua pior colocação no ranking em oito anos.

Murray, segundo cabeça de chave, revalida seu título no torneio de Xangai e prossegue em seu grande momento no giro asiático, já que chegou à China com os títulos de dois torneios menores, Bangcoc e Tóquio. Este Masters 1000, o oitavo conquistado pelo escocês, é seu título número 21 no circuito ATP e o quinto do ano, já que antes dos três na Ásia já havia somado dois, em Queens e Cincinnati.

Na final de duplas, o bielorrusso Max Mirnyi e o canadense Daniel Nestor superaram o francês Michael Llodra e o sérvio Nenad Zimonjic por 3-6, 6-1 e 12-10.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.