Tamanho do texto

Partida final será duas horas mais cedo devido à previsão de chuva para este domingo na região

No segundo confronto da semifinal do torneio ATP 250 de Queen's, o francês Jo-Wilfried Tsonga não teve dificuldades para passar pela zebra britânica James Ward, que contava com grande apoio da torcida local. Sem dar chance ao azar, o número 19 do mundo venceu por 2 sets a 0, em parciais de 6/3 e 7/6 (7), e avançou à decisão.

Tsonga, foi elogiado pela organização do torneio, e ouviu do mestre de cerimônias que "os fãs britânicos até aceitavam a vitória sobre o azarão Ward, mas não o perdoarão caso ele vença o escocês Andy Murray". Depois de bater um apático Rafael Nadal nas quartas-de-final, o francês acabou com as esperanças do público londrino de ver uma final entre dois britânicos no torneio, ao impedor que Ward fosse à final contra Murray.

O torneio ATP do Queen's é a preparação do Grand Slam de Wimbledon, e distribui 694.000 euros em prêmios. A final do torneio pré-Wimbledon vai começar ao meio-dia deste domingo, duas horas antes do horário marcado, devido às fortes e prolongadas chuvas que estão previstas para a região. O anúncio da mudança de horário foi feita neste sábado pelo diretor do torneio, Chris Kermode. “Foi a melhor solução encontrada”, disse Kermode. Os compradores dos ingressos para a final estão sendo avisados via e-mail.

O jogo

Em quadra, Tsonga mostrou tranquilidade e impôs seu jogo frente ao adversário de 24 anos de idade - mesma do rival - que figura apenas na 246ª colocação do ranking, e nunca havia vencido um jogo em Queen's. Com uma quebra de saque determinante, ele venceu a primeira parcial por tranquilos 6/3.

No segundo set, no entanto, Ward quis mostrar porque passou pelo sueco Stanislas Wawrinka e pelo norte-americano Sam Querrey, que defendia o título de 2010. E até conseguiu, ao se manter sempre na cola do jogador francês, perdendo apenas na disputa do tie-break, por 9-7.

Tsonga tenta, agora, o primeiro título da carreira em um piso de grama. De quebra, ele pode dar à França o primeiro título da Era Moderna do tênis em Queen's.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.