Tamanho do texto

Pentacampeã não se recuperou de cirurgia no pé. Candidatas ao título enfrentam tabus no caminho para a glória

undefined
Serena está afastada das cometições desde que venceu Wimbledon pela quarta vez, em 2010
A chave feminina do Aberto da Austrália começa na noite deste domingo com uma lacuna a ser preenchida: quem substituirá a pentacampeã Serena Williams? Com a norte-americana fora da disputa em 2011 - ela ainda não se recuperou de uma cirurgia no pé direito -, candidatas ao título não faltam, como Caroline Wozniacki, Vera Zvonareva, Kim Clijsters, Venus Williams ou Maria Sharapova. Mas todas elas terão que superar tabus particulares para chegar à glória na Arena Rod Laver.

Atual líder do ranking da WTA, a dinamarquesa Wozniacki chegou ao posto de número 1 apenas pela ausência de Serena no circuito e sem ter conquistado nenhum Grand Slam em sua carreira. Talvez por isso ronde sobre ela uma desconfiança que somente será superada com um troféu de expressão. Na Austrália, a principal cabeça de chave deverá ter vida fácil até, pelo menos, as oitavas de final. Sua estreia será contra a argentina Gisela Dulko, 48ª do mundo. Na quarta fase, a adversária pode ser a belga Yanina Wickmayer.

A segunda melhor tenista da atualidade, a russa Zvonareva, tem um problema semelhante ao de Wozniacki. Faltam-lhe as conquistas mais importantes do esporte, embora ela já tenha ao menos chegado a finais nos Estados Unidos, em 2008, e em Wimbledon e no Aberto dos Estados Unidos, no ano passado. Seu primeiro desafio em Melbourne sera diante da desconhecida austriaca Sybille Bammer, número 70 do ranking.

Título de Grand Slam a belga Clijsters já conquistou, e em quadras rápidas, mas não na Austrália. A atleta é tricampeã do Aberto dos Estados Unidos, mas o máximo que conseguiu em Melbourne foi um vice-campeonato, em 2004. Kim deve ter ainda a estreia mais difícil entre as favoritas: enfrenta a ex-líder da lista da WTA Dinara Safina.

Venus Williams também tem troféus dos principais torneios do mundo, mas também não nas quadras australianas. A norte-americana é dona de sete Grand Slams - cinco em Wimbledon e outro dois nos EUA -, mas sua melhor participação na Arena Rod Laver foi um vice-campeonato, em 2003. Na primeira rodada, Venus jogará contra a italiana Sara Errani, atual 43 do mundo.

Já a russa Sharapova conquistou uma vez o Aberto da Austrália, mas em uma época em que seu tênis era muito melhor. Desde 2008, a musa não consegue repetir as boas atuações que lhe colocaram no topo do ranking mundial. Como 14ª cabeça de chave, ela irá jogar contra a tailandesa Tamarine Tanasugarn, número 64 da WTA, na primeira rodada. Será a primeira partida da quadra principal da competição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.