Tamanho do texto

A tenista, que investiu em 34 startups nos últimos cinco anos, tem uma fortuna de US$ 225 milhões (cerca de R$ 868 milhões, ) segundo a "Forbes"

Serena Williams
Reprodução/Twitter
Serena Williams

Serena Williams atingiu mais uma marca importante na carreira, e não se trata de nenhum Grand Slam. A norte-americana é a primeira atleta a fazer parte do ranking das 80 mulheres mais ricas do mundo da revista "Forbes". A tenista tem uma fortuna avaliada em US$ 225 milhões (cerca de R$ 868 milhões), conquistada fora do esporte.

Leia também: Serena Williams é multada em R$ 70 mil por confusão na final do US Open

De acordo com a publicação, a maioria do dinheiro vem "do cérebro e da marca" de Serena Williams , e não do tênis. A atleta investiu em 34 startups nos últimos cinco anos, segundo a " Forbes ". A própria tenista, que está com 37 anos, compartilhou a capa da publicação em suas redes sociais.

"Seja a marca. Shop Serena (marca de roupas) e Serena Ventures são apenas alguns passos. Honrada de ser a primeira atleta na lista da Forbes", escreveu ela no Twitter.

Em entrevista à revista, Serena diz que deseja "ser muito mais do que um rosto". A atleta ganha muito dinheiro com patrocinadores, mas sabe como aumentar a sua fortuna "com seu nome e fama".

Leia também: Serena Williams diz sofrer preconceito por quantidade de exames antidoping

Na lista das mulheres mais ricas do mundo , constam, além de Serena Williams , mulheres influentes e celebridades, como a jornalista Oprah Winfrey, a cantora Beyoncé, a apresentadora Ellen Degeneres, as socialites Kyllie e Kim Kardashian e a escritora Daniele Steel. A número um é Diane Hendricks, empresária bilionária americana e produtora de cinema de Wisconsin (EUA). Ela é a viúva do empresário Ken Hendricks.